.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Livros

TRABALHOS, TEXTOS SOBRE OPERAÇÕES MILITARES ou LIVROS

 

Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

 

Benjamim Almeida
 

Benjamim Fernando Almeida, foi capitão miliciano e comandou na região leste de Angola a CArt6551/72, aquartelada em Cangumbe entre Jun73 e final de 1974.

 

O livro:

 

"Angola - O Conflito na Frente Leste"

 

 

título: "Angola - O Conflito na Frente Leste"
autor: Benjamim Almeida

editor: Âncora
1ªed. Lisboa, Mai2011
288 págs
23x15cm
ISBN: 972-7803-15-6

 

Sinopse:


Em 1966, o MPLA iniciou a luta no Leste angolano, com vista à ocupação de uma vasta área e respectiva ligação à frente norte através da chamada Rota Agostinho Neto. Falhou ambos os objectivos devido à forte oposição, não apenas das Forças Nacionais mas também da UNITA, graças à Operação Madeira. Esta operação marcou o relacionamento das autoridades militares com aquele movimento durante longo período.
Nesta obra é realçada, com algum detalhe, a natureza dessas relações, suportada por documentos inéditos. Entre estes destaca-se alguma correspondência trocada entre o presidente da UNITA e o autor, bem como o relatório do encontro entre ambos, que teve lugar em 20 de Outubro de 1973.
Não podemos escamotear a verdade neste conflito. Os protagonistas de acontecimentos com interesse histórico, têm o dever de transmitir às gerações vindouras a descrição objectiva e rigorosa desses factos. Só assim os historiadores poderão desempenhar o seu papel: reconstituir com verdade e rigor a História da descolonização.
Aqui fica mais um contributo, no ano em que se assinala o cinquentenário do início da guerra colonial.

Excerto:

 

«À medida que a ofensiva se prolongava no tempo, começavam a ser notórias e crescentes as dificuldades da UNITA em resistir à pressão constante das tropas portuguesas. Estas actuavam por todo o lado, quer com tropas de quadrícula, quer com forças especiais. Em consequência, o inimigo começava a experimentar sérias limitações que afectavam a actividade operacional. Desde logo a escassez crescente de alimentos, devido à sistemática destruição de lavras pelas nossas tropas. Reservas alimentares a caminho do esgotamento. Problemas de saúde e assistência médica. Dificuldades de substituição de armas perdidas e de munições gastas, apesar do fornecimento deste material pela SWAPO. Instabilidade permanente da direcção de UNITA, devido à necessidade de alterar frequentemente os locais de refúgio. Diminuição
do apoio à guerrilha por parte das populações controladas pelo movimento.»

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo