.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Livros

Trabalhos, textos sobre a Guerra do Ultramar ou livros

Elementos cedidos por um Veterano

 

 

Fernando Laidley

 

Fernando Laidley, 93 anos, ficou conhecido por ter sido o primeiro português a dar a volta a África de automóvel. Aos 36 anos, conseguiu com sucesso fazer uma expedição que nunca ninguém tinha conseguido: percorrer o continente africano de automóvel.

 

Acompanhado por José Guerra e Carlos Alberto, respetivamente o mecânico e o fotógrafo da expedição portuguesa, os três seguiram do Marquês de Pombal a 25 de abril de 1955 num Volkswagen "carocha", em segunda mão, rumo à aventura africana. 

 

Fernando Laidley nasceu a 30 de Março de 1918, em Luanda, Angola. Com apenas um ano de idade mudou-se com a família para Lisboa. 

 

Este dono do "carocha" que protagonizou várias outras viagens únicas pelo continente africano e asiático (ligação Goa, Damão e Diu), foi também repórter de guerra no Norte de Angola para as revistas "Século Ilustrado" e "La Semana", de Espanha.

 

Autor de obras como 'A Guerra da Guiné', 'A Guerra e Independência de Angola' e 'Missão em África', publicou, em 1964, o livro "Guerra e Paz".

Fonte: http://aeiou.expresso.pt/fernando-laidley-1918-2010=f578039

 

Os livros:

Além dos títulos infra referidos, de entre outras obras por si produzidas, destacam-se: "A Independência e Separação entre a Índia e o Paquistão na década de 40"; "A Independência de Goa, Damão e Diu"; "Missão no Oriente"; "Missão na Ásia"; "Missão em África"; "A Guerra da Guiné"; "A Guerra e Independência de Angola".

 

"Guerra e Paz - no norte de Angola"

 

 

título desta edição: "Guerra e Paz no norte de Angola"

título original: "Missões de Guerra e de Paz no norte de Angola"

autor: Fernando Laidley

revisão: Eduardo Amarante / Dulce Abalada

fotografias: Fernando Laidley

fotolitos e digitalização: Páginas Eléctricas - Lisboa

grafismo: Publicações Quipu

ISBN: 972-8408-02-1

depósito legal n.º 116040/97

 

aquisição:

http://www.bulhosa.pt/livro/guerra-e-paz-no-norte-de-angola-fernando-laidley/

 

Nota do autor:

 

A 1.ª edição desta obra saiu em 1964 com a tiragem de 5.000 exemplares. De imediato foi apreendida (bem como algumas fotos e negativos) pelo Secretariado de Defesa Nacional, o qual indemnizou-me pagando a totalidade da edição, devido em grande parte ao reconhecimento dos meus serviços. A razão desta atitude deveu-se aos minuciosos detalhes que relato nesta obra em relação às tácticas de aproximação expostas, bem como aos cercos efectuados a acampamentos inimigos e, inclusivamente, aos nomes dos oficiais envolvidos.

Para o leitor fazer uma pequena ideia da minha acção - além de repórter de guerra -, não permaneci na retaguarda e posso dizer que participei em várias operações militares, fardado, equipado e armado e estive por diversas vezes debaixo de fogo.

Por último, lembro que o facto deste livro ter sido apreendido na época levou a que cada exemplar sofresse uma extraordinária inflação (e estou a falar de alguns poucos exemplares que escaparam à apreensão) e tivesse sido vendido a preços astronómicos.

Hoje, 1997, esta obra aparece integralmente (como em 1964) ao dispor de todos os estudiosos e leitores interessados.  

 

A foto da capa foi tirada por mim após uma emboscada. Os militares internaram-se na selva, procurando um possível atirador emboscado no topo de uma árvore. Note-se a expressão dos militares nesta fotografia que percorreu o mundo.

 

Contracapa:

 

Da leitura destas páginas, em estilo de crónicas de guerra, o leitor aperceber-se-á de alguns acontecimentos desconhecidos do grande público. Facilmente apreenderá o intrincado mundo da guerra de Angola, com os seus interesses e estratégias. Relatam-se histórias divertidas, caricatas (que também as houve) e dramáticas.

 

Não é uma obra de ficção, mas verídica, profundamente humana, que possibilita conhecer os rostos dos adversários (... e também dos amigos) de então. Faz-nos compreender que em cada sector de conflito existiam métodos de acção diferentes das nossas tropas, que reagiam repressivamente de acordo com a forma de actuar desses grupos terroristas, no grande palco que foi a guerra de Angola

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo