.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Livros

Trabalhos, textos sobre a Guerra do Ultramar ou livros

 

Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

Henrique Gomes Bernardo

 

O livro:

 

"Estratégia de um Conflito – Angola 1961-1974"

 

título: "Estratégia de um Conflito – Angola 1961-1974"
autor: Henrique Gomes Bernardo


editor: Prefácio
1ªed. Lisboa, 20Nov2008
207 págs
24cm
preço: 16,81€
dep.leg: PT-_____/08
ISBN: 989-652-005-2

Sinopse:


Henrique Gomes Bernardo, licenciado em Relações Internacionais e Mestre em Estratégia desde 2003,¹ formador e professor de História Contemporânea e História das Ciências e das Técnicas, e com um passado em Angola de mais de 25 anos, lança um novo olhar sobre o conflito que ali perdurou entre 1961 e 1974.


Crítico e profundo, este livro passa a limpo os cadernos da política e da estratégia, nacional e internacional, para aquele território, fazendo ainda uma breve revisão da História de Angola e do seu povo, e do tempo em que lá chegaram os primeiros portugueses.


Abundantemente fundamentado e documentado, adequadamente ilustrado e eloquentemente claro, "Estratégia de um Conflito - Angola 1961-1974" é, ao mesmo tempo, um manual de história, um estudo estratégico e uma análise política e social de uma guerra, que opôs duas culturas com mais de 500 anos de convivência, eternamente separadas pelo oceano mas irremediavelmente unidas por uma língua comum, que as faz ponderar o futuro com as mesmas palavras.
(in Jornal do Exército, ed.582, Março de 2009)

Excerto da "Conclusão":
– «Quanto à estratégia desenvolvida pelas Forças Armadas, podemos concluir que a mesma se revelou eficaz e o nosso País conseguiu em Angola vencer a guerra de guerrilhas, travar o avanço dos nacionalistas, ao mesmo tempo que se assistia a um desenvolvimento económico sem precedentes, no território. No entanto, a nossa eficácia em Angola não evitou a nossa derrota [política] (…). A inflexibilidade política gerou o descontentamento, quer da sociedade política, quer dos militares (…). A inflexibilidade política levou ao descontentamento, o descontentamento à revolução, a revolução à descolonização e a descolonização ao fim da permanência dos 700 mil portugueses que viviam em Angola.»


¹ (tese de 09Out2003, orientada pelo prof. dr. António Marques Bessa)

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo