.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Livros

Trabalhos, textos sobre operações militares ou livros

Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

 

 

 

Luís Filipe Ricardo Branquinho

 

Luís Filipe Ricardo Branquinho, Aspirante Aluno de Infantaria.

 

título: "Características de Actuação das Tropas Pára-quedistas nas Guerras de África (1961-1974)"
autoria: Luís Filipe Ricardo Branquinho (Aspirante Aluno de Infantaria)


editor: Academia Militar
1ªed. Lisboa, Ago2011
164 páginas (formato pdf) ilustrado

 

 

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou nas imagens que se seguem:

 

"Características de Actuação das Tropas Pára-quedistas nas Guerras de África (1961-1974)"

 

Resumo:

 

O presente trabalho de investigação aplicada encontra-se subordinado ao tema "Características de Actuação das Tropas Pára-quedistas nas Guerras de África (1961-1974)". Pretende-se, assim, encontrar consensos baseados na correcta interpretação dos factos históricos, pois só assim, com base numa síntese de ilações acertadas a este respeito Portugal poderá construir equilibradamente o seu futuro.


O objectivo é apresentar conclusões sobre as características e as modalidades de actuação das tropas pára-quedistas durante o envolvimento português nas guerras de África com o Batalhão de Caçadores Pára-quedistas N.º 12 no período de 1968 a 1973.


O método científico utilizado para a investigação foi o método histórico onde se considerou a pesquisa bibliográfica e as fontes orais, nomeadamente a interacção com os veteranos protagonistas da guerra que com os seus feitos enriquecem a nossa história por vezes distorcida.


A investigação realizada permitiu concluir que as características das tropas pára-quedistas se traduziram em resultados notáveis, dignos de uma reflexão para uma possibilidade de adaptação ao presente. Paralelamente, verificamos que aliadas à acção de comando de António de Spínola, que como Governador e Comandante-Chefe procurou utilizar todos os meios disponíveis para colocar um ponto final na guerra, foram preponderantes na manutenção de todo o esforço, suprimindo as dificuldades que foram surgindo.

 


 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo