.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Livros

 

Informações e imagens cedidas por um colaborador do portal UTW

 

 

António Vaz Antunes

 

Coronel de Infantaria

 

2.º Cmdt. do BCac185/RMA (1961 a 1963)

 

2.ºCmdt do BCac1918/RMM (1967)

 

Cmdt. do BCac17/RMM (1967 a 1969)

 

Cmdt. do BCac4512/72/CTIG (1972 a 1974)

 

Faleceu no dia 15 de Outubro de 1998

 

 

«Parecer sobre exposições apresentadas por Oficiais do QP, referentes aos Dec.Lei 353/73 e 409/73»

 

Documento gentilmente cedido por Fernando Vaz Antunes

(filho do falecido Coronel)

 

«Argumentar-se com benefícios de ordem material uma reclamação baseada em questão de ética, não me parece que resulte bem.»

 

Excertos, do «Parecer sobre exposições apresentadas por Oficiais do QP, referentes aos Dec.Lei 353/73 e 409/73», emitido em 27Set73 pelo Coronel António Vaz Antunes, comandante operacional do sector militar de Farim (centro-norte da Província Ultramarina da Guiné):

 

– «Uma vez que a Circular nº409/S me manda tomar conhecimento do assunto, julgo do meu dever expôr o meu parecer.
A forma como o caso foi tratado pelos interessados fere o Regulamento de Disciplina Militar, porque o procedimento não pode deixar de ser tomado como manifestação colectiva, que é falta prevista no nº27 do artº 4.
A aceitação das exposições colectivas parece-me, portanto, também em contradição com o mesmo Regulamento, que é o suporte de toda a estrutura de disciplina numa Instituição Militar.
Com o devido respeito – o tal respeito que gostaria de ver mantido em todas as relações dos Quadros Permanentes do nosso Exército –, o caso vertente, na sua forma, afectou já gravemente a Ética Militar.

[...]

Argumentar-se com benefícios de ordem material uma reclamação baseada em questão de ética, não me parece que resulte bem.
[...]
Não me parece nem justo nem prudente, que se discutam méritos entre oficiais vindos da Academia Militar e oriundos de milicianos. Se estão presentes nas fileiras, é porque a Instituição reconhece capacidade para a função.
[...]
Começar agora a abrir o fosso pode trazer graves consequências, com proveito exclusivo para o inimigo que em todos os campos procura a brecha.
[...]
De qualquer modo, a disciplina militar foi publicamente afectada. Trata-se de um precedente gravíssimo.»

 

Para visualização do conteúdo completo clique no sublinhado ou nas imagens que se seguem:

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo