Guerra do Ultramar: Angola, Guiné e Moçambique Automobilia Ibérica - Histórico Automóvel Clube de Entre Tejo e Sado (HACETS)

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

 TRABALHOS, TEXTOS SOBRE OPERAÇÕES MILITARES ou LIVROS

 Informação de LC123278

Carlos de Azeredo

Carlos Manuel de Azeredo Pinto de Melo e Leme: nasceu em Outubro de 1930, no concelho do Marco de Canaveses. Em 1948 ingressou na Escola do Exército e em 1952 concluiu o curso da Arma de Cavalaria. Após tirocínio ficou colocado no Regimento dos Dragões de Entre Douro e Minho (RC6), no Porto. Cumpriu cinco comissões no Ultramar: duas no antigo Estado Português da Índia - onde foi prisioneiro de guerra das tropas indianas -, uma em Cabinda e duas na Guiné. Além de várias punições por atitudes que achou dever tomar em relação a seus superiores, é condecorado com a Cruz de Guerra de 1ª Classe, duas medalhas de Serviços Distintos - Ouro e Prata com Palma -, as Grã-Cruzes das Ordens de Cristo e de Avis, do Império Britânico e outras. É Comendador da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa e da Legião de Honra, e cavaleiro de H.D. da Ordem de Malta.

Casado com D. Lúcia Josefina de Castro Girão, têm 4 filhos.

Dirigiu o planeamento e comandou a execução do movimento militar para o 25 de Abril no norte de Portugal. A par das funções de comandante-chefe e governador militar na Madeira, acumulou os cargos de último governador civil do Funchal, presidente da Junta Governativa da Madeira e outros cargos da administração do arquipélago. Frequentou no Instituto de Altos Estudos Militares o curso para o generalato e aí exerceu durante dois anos a docência. Foi assessor militar do primeiro-ministro Francisco Sá Carneiro, como brigadeiro, 2º comandante da Região Militar Norte, inspector para a Arma de Cavalaria e, já promovido a general, dirigiu a Arma de Cavalaria e a Região Militar Norte. Chefiou a casa militar do Chefe de Estado dr. Mário Soares até ao final do mandato presidencial. Concorreu à presidência da Câmara Municipal do Porto, onde foi vereador durante os quatro anos do mandato. Foi presidente da Assembleia Municipal de Baião, pelo PSD.

in http://causamonarquica.wordpress.com/2007/08/06/general-carlos-azeredo/ 

"Trabalhos e Dias de Um Soldado do Império"

"Trabalhos e Dias de Um Soldado do Império"

autor: Carlos de Azeredo*

editor: Civilização Editora

1ªed. Porto, 07Abr2004

496 págs (com ilustrações)

165 x 235 mm

preço: 7,00€

dep.legal: PT-204482/03

ISBN: 972-26-2142-4

 

Sinopse

O general Carlos de Azeredo foi interveniente e testemunha privilegiada dos acontecimentos mais marcantes dos últimos quarenta anos em Portugal: a invasão do Estado Português na Índia, a Guerra Colonial, o 25 de Abril e o acidente de Camarate.
As memórias que o autor traz agora a público são páginas preenchidas de eventos recentes da nossa história contemporânea, por vezes dos bastidores destes eventos que ainda suscitam polémica e acesa discussão.

in: http://www.civilizacao.pt/livro/livro.aspx?ean=9789722621427

 

 

 

 

Voltar ao topo