.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Condecorações

Aurélio Catito, Soldado [1.º Cabo] Auxiliar de Enfermeiro: Cruz de Guerra de 4.ª classe

 

HONRA E GLÓRIA

Fontes:

5.º Volume, Tomo IV, pág. 362, da RHMCA / CECA / EME

Jornal do Exército, ed. 104, pág. 6, de Agosto de 1968

Distintivos cedidos pelo veterano Carlos Coutinho

 

 

Aurélio Catito

 

Soldado [1.º Cabo] Auxiliar de Enfermeiro, n.º 55/66

 

Companhia de Caçadores 111

 

Batalhão de Caçadores 11

 

«GORILAS DO MAIOMBE»

 

Cruz de Guerra, de 4.ª classe

 

Prémio 'Governador'

 

 

Aurélio Catito, Soldado [1.º Cabo] Auxiliar de Enfermeiro, n.º 55/66

 

Mobilizado pela Região Militar de Angola para servir Portugal naquela Província Ultramarina integrado na Companhia de Caçadores 111 do Batalhão de Caçadores 11 «GORILAS DO MAIOMBE - VOLUNTAS TUA VICTÓRIA TUA».

 

Cruz de Guerra, de 4.ª classe

 

 

Soldado [1.º Cabo], auxiliar de enfermeiro, n.º 55/66
AURÉLIO CATITO


CCac111/BC11 — Região Militar de Angola
ANGOLA


4.ª CLASSE


Transcrição do Despacho publicado na OE n.º 22 — 3.ª séria de 1967.


Agraciado com a Cruz de Guerra de 4.ª classe, nos termos do artigo 12.º do Regulamento da Medalha Militar, promulgado pelo Decreto n.º 35 667, de 28 de Maio de 1946, por despacho do Comandante-Chefe das Forças Armadas de Angola, de 24 de Junho de 1967:


O Soldado [1.º Cabo], auxiliar de enfermeiro, n.º 55/66, Aurélio Catito, da Companhia de Caçadores n.º 111/Batalhão de Caçadores n.º 11 — Região Militar de Angola.


Transcrição do louvor que originou a condecoração.
(Publicado na OS n.º 35, de 03 de Maio de 1967, do QG/RMA):


Louvado o Soldado [1.º Cabo], auxiliar de enfermeiro, n.º 55/65, Aurélio Catito, da CCac111/BC11, porque tendo sido emboscada a coluna de que fazia parte, desde logo foi visto correndo de um para outro lado com a bolsa de enfermeiro, alheio a tudo o que o rodeava e só se preocupando com os feridos, fazendo curativos ou dando injecções e, tudo isto, com total desprezo pela sua vida pois nem sequer chegou a dar um tiro para se defender.


Atingido pela onda de sopro de uma granada de mão, quando de joelhos assistia um ferido, de que lhe resultaram fortes dores e dificuldades em respirar, nem então suspendeu a sua incansável actividade, à qual se ficou devendo a vida de alguns dos seus camaradas, os quais sem os seus socorros prontos e eficazes, quer durante a acção, quer no seu transporte, não teriam possibilidades de sobreviver.


O Soldado [1.º Cabo] Catito demonstrou um perfeito sentido da sua missão que levou até ao sacrifício, pondo à prova excepcional coragem, sangue frio e total desinteresse pela sua vida em prol do integral cumprimento do dever.
 

-----------------------------------------------------------------

     

Jornal do Exército, ed. 104, pág. 6, de Agosto de 1968

 

1.º Cabo Aurélio Catita


Ao ter sido emboscada a coluna de que fazia parte, foi visto correr de um para outro lado com a bolsa de enfermeiro, alheio ao perigo, para poder socorrer os seus camaradas feridos, sem sequer tentar defender a sua vida, que corria perigo pelo nutrido fogo IN.


Mesmo depois de ter sido atingido pela onda de sopro de uma granada de mão, quando de joelhos assistia a um ferido, de que lhe resultou fortes dores e dificuldades em respirar, nunca então suspendeu a sua incansável actividade à qual se ficou a dever a vida de muitos camaradas, as quais sem a sua pronta e eficaz acção não teriam tido possibilidades de sobreviverem.
 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo