.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

CCE81 - 8ªCCE

Companhia de Caçadores Especiais 81 - 8.ª Companhia de Caçadores Especiais

 

 

Companhia de Caçadores Especiais 81

8.ª Companhia de Caçadores Especiais

 

Angola: 21Mar1961 a 24Dez1962

 

 

Para visualização dos conteúdos clique nos sublinhados que se seguem:

            

Agraciados por Feitos em Combate

 

 

 

Cruz de Guerra de 4.ª classe

 

António Russo Dias Formiga

 

 

1.° Cabo de Infantaria, n.º 74/60
ANTÓNIO RUSSO DIAS FORMIGA
 

CCE81 (RMA – 8.ªCCE)

Regimento de Infantaria 11 (RI11 – Setúbal)
ANGOLA
 

4.ª CLASSE


Transcrição do Despacho publicado na Ordem do Exército n.º 12 - 3.ª série de 1963.


Para efeitos da última parte do Artigo 12.º do Regulamento da Medalha Militar informa-se que, por despacho de 3 de Abril, do Comando-Chefe das Forças Armadas de Angola (CCFAA), foi condecorado com a Cruz de Guerra de 4.ª classe:


O 1.º Cabo n.º 74/60, António Russo Dias Formiga, da Companhia de Caçadores Especiais 81 (CCE81) – (RMA – 8.ª Companhia de Caçadores Especiais – 8ªCCE) - Regimento de Infantaria 11 (RI11 – Setúbal).


Transcrição do louvor que originou a condecoração.


(Publicado na Ordem de Serviço n.º 72, de 1963, do Regimento de Infantaria 11 (RI11 – Setúbal) e Ordem de Serviço n.º 18, de 1 de Março de 1963, do Quartel General da Região Militar de Angola (QG/RMA):


Louvado por Sua Ex.ª o General Comandante da Região Militar de Angola, por despacho de 26 de Fevereiro de 1963, por sempre ter demonstrado, em todas as acções em que tomou parte, ser um graduado de muita calma, valentia, intrepidez e extraordinário desembaraço.

 
Na reconquista de Madimba, de 7 a 12 de Agosto de 1961, sendo apontador da ML (metralhadora ligeira) da sua Secção, e depois de junto de si ter visto cair morto um camarada [João Henrique Filipe] e outro ser gravemente atingido na cara, conseguiu, com o fogo da sua arma, repelir os terroristas, evitando que a sua Secção fosse ainda mais duramente atingida.

 
Posteriormente, numa acção de limpeza na área de Madimba, ainda mercê da sua valentia, rapidez e reflexos de abnegação, salvou a sua Secção, lançando fora do Jeepão em que seguia um bornal cheio de granadas diversas, que se encontrava a arder, devido a uma granada incendiária ter sido atingida pelo fogo inimigo, demonstrando, por tudo isto, raras qualidades de dedicação e espírito de sacrifício que o tornam digno de ser apontado como exemplo.

 

-----------------------------------------------------------------

 

 

Medalha de Prata de Serviços Distintos com palma

 

Mário Jaime Calderon de Cerqueira Rocha

 

 

Capitão de Infantaria
MÁRIO JAIME CALDERON DE CERQUEIRA ROCHA
 

CCE81 (RMA – 8.ªCCE)

Regimento de Infantaria 11 (RI11 – Setúbal)
ANGOLA

 

Medalha de Prata de Serviços distintos com palma

 

Por Portaria de 7 de Maio de 1963:

 

Condecorado com a Medalha de Prata de serviços Distintos, com palma, por ter sido considerado ao abrigo da alínea a) do Artigo 17.º. com referência ao § 2.º do Artigo 51.º, do Regulamento da Medalha Militar, de 28 de Maio de 1946, o Capitão de Infantaria Mário Jaime Calderon de Cerqueira Rocha, Comandante da Companhia de Caçadores Especiais 81 (CCE81) - (Na RMA: 8.ª Companhia de Caçadores Especiais) - do Regimento de Infantaria 11 (RI11 - Setúbal).

 

Louvado o Capitão de Infantaria Mário Jaime Calderon de Cerqueira Rocha, Comandante da Companhia de Caçadores Especiais 81 (CCE81) - (Na RMA: 8.ª Companhia de Caçadores Especiais) - do Regimento de Infantaria 11 (RI11 - Setúbal), por, depois de brilhantemente ter conduzido a sua companhia até Maquela do Zombo, como um só bloco, vencendo com ela as inúmeras dificuldades não só do itinerário, como dezenas de pontes cortadas e centenas de árvores derrubadas, como dos constantes ataques que lhe foram lançados por um inimigo que, a todo o custo, tentava impedir a sua progressão, o que só foi possível graças à maneira como soube contagiar os seus homens e mantê-los verdadeiramente á sua volta, ter ainda, embora com a sua companhia já fortemente desgastada, cooperado com o Batalhão de Caçadores n.º 156 (BCac156) na abertura do itinerário Maquela do Zombo - São Salvador, limpeza desta zona e, sobretudo, na abertura do itinerário para o M'Bridge, conquistando, apesar da forte oposição inimiga, Madimba e a Fazenda Primavera.


Finda esta acção, e ainda mal refeito dos ataques de paludismo de que vinha sofrendo, lança-se mais uma vez com a sua companhia para Caluca, animando-a de tal forma que, embora esgotada, vence todos os obstáculos que o inimigo lhe prepara, só parando perante um rio impossível de passar com os meios de que o batalhão dispunha.


Deu assim sobejas provas de energia, invulgar espírito de iniciativa e de sacrifício, devendo os seus serviços em campanha ser considerados relevantes e distintos.

 

 

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo