.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

CCav1602/RMM

Companhia de Cavalaria 1602

 

Companhia de Cavalaria 1602

 

«NEM NA MORTE PARAMOS!»

 

Moçambique: 23Set1966 a 16Ago1968

 

                  

 

Fontes:

5.º Volume, Tomos IV (pág. 510) e V (pág.s 113, 116, 245, 288, 289, 303 e 362, da RHMCA / CECA / EME

7.º Volume, Tomo III, Livro 2, pág.s 309 e 310, da RHMCA / CECA / EME

8.º Volume, Tomo III, Livro 1, pág.s 198, 199, 222, 225, 245, 246, 247, 269 e 270, da RHMCA / CECA / EME

Jornal do Exército, ed. 120, pág.s 31 a 33, de Dezembro de 1969

Imagens dos distintivos cedidas pelo veterano Carlos Coutinho

Apoio de um colaborador do portal UTW

 

Agraciados por feitos em campanha

 

  "Pouco se fala hoje em dia nestas coisas mas é bom que para preservação do nosso orgulho como Portugueses, elas não se esqueçam"

Barata da Silva, Vice-Comodoro

HONRA E GLÓRIA

 

Amândio Cerqueira Pereira

Cruz de Guerra, de 3.ª classe, a título póstumo

 

 

1.° Cabo, Radiotelegrafista, n.º 05721065
AMÂNDIO CERQUEIRA PEREIRA
 

CCav1602 - RC3
MOÇAMBIQUE
 

3.ª CLASSE (Título póstumo)
 

Transcrição da Portaria publicada na OE n.º 7 — 3.ª série, de 1969.
Por Portaria de 03 de Janeiro de 1969:
 

Manda o Governo da República Portuguesa, pelo Ministro do Exército, condecorar, a título póstumo, com a Cruz de Guerra de 3.ª classe, ao abrigo dos artigos 9.º e 10.º do Regulamento da Medalha Militar, de 28 de Maio de 1946, por serviços prestados em acções de combate na Província de Moçambique, o
 

1.º Cabo n.º 05721065, Amândio Cerqueira Pereira, da Companhia de Cavalaria n.º 1602 — Regimento de Cavalaria n.º 3.
 

Transcrição do louvor que originou a condecoração.
(Publicado na OS n.º 69, de 28 de Agosto de 1968, do Quartel Genaral da Região Militar de Moçambique (QG/RMM):
 

Que, por seu despacho de 5 de Agosto de 1968, louvou, a título póstumo, o 1.º Cabo Radiotelegrafista, n.º 05721065, Amândio Cerqueira Pereira, da Companhia de Cavalaria n.º 1602, pela sua acção relevante quando do ataque inimigo ao Posto de Vigilância n.º 11 (Abiamualo) — ZIN (Zona de Intervenção Norte) — Moçambique, em 3 de Fevereiro de 1968.


Tendo sido ferido gravemente por estilhaços de bazooka, no início do ataque, o Cabo Pereira, numa demonstração de admirável estoicismo e heroicidade, foi fazendo fogo sobre os elementos inimigos que tentavam apoderar-se do rádio, que era um dos seus principais objectivos, até ser atingido mortalmente.


Com o sacrifício da sua vida, conseguiu o Cabo Pereira evitar a concretização do intento inimigo, numa cabal demonstração de excepcional coragem e de extraordinárias qualidades de abnegação, alta e heroica compreensão da grandeza do dever militar e desprezo pela vida.


Merece, assim, a consideração de todos os camaradas e superiores, pois que, com a sua acção valorosa, dando pela Pátria, generosamente, o seu sangue e a sua vida, acrescentou lustre e glória ao Exército Português.
 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo