.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Condecorações

Carlos Alberto da Silva Alcobia, Furriel Mil.º de Infantaria, n.º 55/61-A, da RINL

 

  "Pouco se fala hoje em dia nestas coisas mas é bom que para preservação do nosso orgulho como Portugueses, elas não se esqueçam"

 

Barata da Silva, Vice-Comodoro

 

HONRA E GLÓRIA

 

CG-4-Classe-350Carlos Alberto da Silva Alcobia

 

Furriel Mil.º de Infantaria, n.º 55/61-A

 

Regimento de Infantaria de Nova Lisboa

«FERVET OPUS»

 

Adido ao

Batalhão de Caçadores 3

«MANERE AC VINCERE»

 

Região Militar de Angola

«CONSTANTE E LEAL» - «AO DURO SACRIFÍCIO SE OFERECE»

 

Cruz de Guerra, de 4.ª classe

 

RMA

 

Carlos Alberto da Silva Alcobia, Furriel Mil.º de Infantaria, n.º 55/61-A.

RINL
Mobilizado para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola, integrado no Regimento de Infantaria de Nova Lisboa (RINL) «FERVET OPUS», adido ao Batalhão de Caçadores 3 (BC3) «MANERE AC VINCERE», da Região Militar de Angola BC3(RMA) «CONSTANTE E FIEL» - «AO DURO SACRIFÍCIO SE OFERECE»;


Louvado e agraciado com a Medalha da Cruz de Guerra de 4.ª classe, por despacho de 27 de Julho de 1962 do General Comandante da Região Militar de Angola, publicado na Ordem de Serviço n.º 60, da mesma data, do Quartel General da Região Militar de Angola, e por despacho de 30 de Julho de 1962 do Comandante-Chefe das Forças Armadas de Angola, publicado na Ordem do Exército n.º 19 – 3.ª série de 1963.
 

Cruz de Guerra, de 4.ª classe

 

 

CG-4-Classe-650-czFurriel Miliciano de Infantaria
CARLOS ALBERTO DA SILVA ALCOBIA
 

RINL
ANGOLA
 

4.ª CLASSE


Transcrição do Despacho publicado na Ordem do Exército n.º 19 – 3.ª série de 1963.


Agraciado com a Cruz de Guerra de 4.ªclasse, nos termos do artigo 12.º, do Regulamento da Medalha Militar, aprovado pelo Decreto 35 667, de 28 de Maio de 1946, por despacho do Comandante-Chefe das Forças Armadas de Angola, cuja data vai indicada:


Despacho de 30 de Julho de 1962:


O Furriel Miliciano, Carlos Alberto da Silva Alcobia, do Regimento de Infantaria de Nova Lisboa.


Transcrição do louvor que originou a condecoração.


(Por despacho de 27 de Julho de 1962, do General Comandante da Região Militar de Angola, publicado na Ordem de Serviço n.º 60, da mesma data, do Quartel General da Região Militar de Angola):


Louva o Furriel Miliciano do Regimento de Infantaria de Nova Lisboa, Carlos Alberto da Silva Alcobia, adido ao Batalhão de Caçadores 3, com o n.º 55/61-A, pelo espírito de iniciativa, entusiasmo e valentia demonstrados na defesa da povoação de Nova Caipemba, em 14 de Abril de 1961.


Ante o assalto da horda terrorista, o Furriel Alcobia teve uma actuação reveladora de excepcional desembaraço, ao utilizar um lança-granadas-foguete, cujo fogo obrigou os assaltantes a retirar para a contra-encosta. Pretendeu em seguida bater de novo o inimigo com fogo de morteiro de 60, tendo entretanto sofrido graves ferimentos nas pernas, pelo que teve de ser evacuado, primeiro para Luanda e depois para a Metróple.

 
Na sua acção revelou ser um militar corajoso, valente, decidido e ser possuidor de sangue frio e de serena energia debaixo de fogo.

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo