.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Condecorações

Estado da Índia Portuguesa

 

  "Pouco se fala hoje em dia nestas coisas mas é bom que para preservação do nosso orgulho como Portugueses, elas não se esqueçam"

 

Barata da Silva, Vice-Comodoro

 

HONRA E GLÓRIA

Fonte:

Jornal do Exército, ed. 6, pág. 22, de Junho de 1960

 

 

 

José Manuel Serrenho Prego

 

Soldado Condutor Auto

 

Mobilizado pelo Regimento de Engenharia 1 (RE1) para servir Portugal no Estado da Índia Portuguesa

 

Medalha de Cobre de Serviços Distintos com Palma

 

 

 

 

 

Medalha de Cobre de Serviços Distintos com Palma

 

Soldado Condutor Auto

José Manuel Serrenho Prego

 

Manda o Governo da República Portuguesa, pelo Ministro do Exército, louvar o Soldado condutor-auto n.º 770/55, do Regimento de Engenharia 1 (RE1), João Manuel Serrenho Prego, porque em 27 de Novembro de 1957, quando se encontrava em serviço no mercado de Mapuçá, onde teve conhecimento que o trânsito estava interrompido na ponte de Moirá, por aí ter sido colocada por terroristas da União Indiana uma bomba de relógio, imediata e espontaneamente ofereceu a sua colaboração ao Furriel sob cujas ordens se encontrava e, embora não fosse da sua especialidade, tomou parte activa nos trabalhos de levantamento e neutralização do engenho, sendo perfeitamente conhecedor do risco iminente que corria, pois o relógio trabalhava o não era possível, pela posição em que se encontrava, saber o tempo que ainda demoraria a dar-se a explosão de cerca de 29 quilos de explosivos. Com a sua decisão procurou e conseguiu evitar que uma ponte fosse destruída.


O seu elevado espírito de abnegação ficou ainda demonstrado quando, na manhã de 6 de Fevereiro de 1958, seguia com mais pessoal do destacamento de engenharia, da Índia, numa viatura, a mesma foi atingida pelo rebentamento duma armadilha posta no caminho Maulinguem-Curchirem e logo em seguida atacada a tiro e por granadas de mão vindos da União Indiana e emboscados nas lançadas de engenhos por elementos terroristas proximidades desta.


Apesar de atingido pela onda explosiva nos ouvidos (pelo que teve de baixar ao hospital para tratamento após a ocorrência) sob as ordens do seu chefe de viatura, respondeu, vigorosamente, com fogo da sua arma, contribuindo para manter o inimigo a distância e mais tarde o pôr em fuga pela actuação deste grupo e doutro pessoal que acorreu em auxílio.


Com a sua decidida coragem prestou serviços que devem ser considerados extraordinários e importantes. (Despacho de 13 de Abril de 1960).

 

 

Por despacho de 13 de Abril de 1960, nos termos da alínea a) do artigo 18, com referência ao § 2.º do artigo 51 do Regulamento da Medalha Militar, de 28 de Maio de 1946, foram condecorados com a Medalha de Cobre de Serviços Distintos com Palma o Furriel de Engenharia Francisco Manuel Alves e o Soldado Condutor-Auto n.º 770/55 João Manuel Serrenho Prego, do Regimento de Engenharia n.º 1 (RE1).

 

 

Clique na imagem que se segue para ampliação

 

 

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo