.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Moçambique

MOÇAMBIQUE - IMAGENS - Cedidas por ex-Combatentes ou em sites próprios

Walter Pinguinhas,

ex- Furriel Mil.º de Reconhecimento de Cavalaria

Esquadrão de Cavalaria 1

Vila Cabral, Moçambique

1968 / 1971

Participou na Operação "Nó Górdio"

 

 

Operação "Nó Górdio"

 

 

 

Mais informações sobre a operação "Nó Górdio"

 

Saída de Nampula a 22 de Junho de 1970 para a operação Nó Górdio

 

Em 17/7/1970 a 7 Kms de Miteda. Uma das Panhards que accionou as duas minas ligadas a uma bomba Napalm. Foto tirada pouco depois deste trágico acontecimento que provocou 7 mortos no Esquadrão de Cavalaria 1

 

Clique no sublinhado que se segue para visualização do conteúdo

 

Os nomes dos 7 (sete) bravos soldados de Cavalaria

 

 

"Cesto" de uma das Panhards. Cunhetes das fitas das metralhadoras espalhados pelo chão

 

Carcaça de Panhard aberta como lata de sardinhas por bomba Napalm

 

Walter Pinguinhas num dos cestos das Panhards rebentadas em 17/7/1970

 

Uma emboscada na "árvore seca"

 

Nampula. Saída para a Nó Górdio

 

Do lado esquerdo o Daniel Viegas condutor de Panhard do Almeida Dias (em frente) mortos em 17/7/1970. Ao fundo o mecânico Mário e a olhar para trás?

 

Daniel Vicente Viegas, Soldado Condutor de Auto-Metralhadora Panhard, n.º 70689669, natural da freguesia e concelho de Olhão, filho de José Correia Viegas e de Lúcia Nascimento Viegas, solteiro.

 

Mobilizado pela Região Militar de Moçambique para servir Portugal naquela Província Ultramarina integrado no Esquadrão de Cavalaria 1 ««FÉ, NOBREZA E DECISÃO».

 

Faleceu no dia 17 de Julho de 1970 no itinerário Nangololo - Capoca e Miteda, vítima de ferimentos em combate, devido ao accionamento de mina anticarro.

 

Foi inumado na campa n.º 30605, da fileira n.º 4, do talhão n.º 48, do cemitério de São José de Lhanguene, em Lourenço Marques, Moçambique, mais tarde, em 1983, foi trasladado para o cemitério de Olhão.

 

Carlos Alberto Martins Almeida Dias, Furriel Mil.º de Reconhecimento de Cavalaria, n.º 70179568, natural da freguesia de Nossa Senhora da Conceição, do concelho de Lourenço Marques, Moçambique, filho de Anselmo Pereira da Silva Almeida Dias, solteiro.

 

Mobilizado pela Região Militar de Moçambique para servir Portugal naquela Província Ultramarina integrado no Esquadrão de Cavalaria 1 ««FÉ, NOBREZA E DECISÃO».

 

Faleceu no dia 17 de Julho de 1970 no itinerário Nangololo - Capoca e Miteda, vítima de ferimentos em combate, devido ao accionamento de mina anticarro.

 

Está inumado em campa de família, na fileira n.º 4 do talhão n.º 48, do cemitério de São José de Lhanguene, em Lourenço Marques, Moçambique.

 

 

 

O Capitão Jaime Faria Affonso, em Montepuez. Na mesa uma garrafa de "Laurentina"

 

Jaime Anselmo Alvim de Faria Afonso, Capitão de Cavalaria, n.º 31029853, natural do lugar do Lumiar, da freguesia da Charneca, concelho de Lisboa, filho de João Jaime de Faria Afonso e de Laura da Costa Alvim Faria Afonso, casado com Maria Regina Vieira Simões de Faria Afonso.

 

 Mobilizado pelo Depósito Geral de Adidos (DGA - Lisboa) para servir Portugal na Província Ultramarina de Moçambique como comandante do Esquadrão de Cavalaria 1 ««FÉ, NOBREZA E DECISÃO».

 

Faleceu no dia 17 de Julho de 1970 no itinerário Nangololo - Capoca e Miteda, vítima de ferimentos em combate, devido ao accionamento de mina anticarro.

 

Está inumado no cemitério do Alto São João, em Lisboa.

 

Agraciado, a título póstumo, com a Cruz de Guerra de 1.ª classe

 

 

[...]

Na véspera, outra patrulha do mesmo esquadrão, detectara, perseguira e quase aniquilara uma coluna do inimigo em fuga, composta por guerrilheiros e um numeroso grupo de população de apoio.

 

Naquele dia de Julho de 1970, a patrulha era comandada pelo próprio comandante do Esquadrão 1, capitão Faria Affonso, com dois "f", como fazia questão de afirmar, um "f" do nome e outro para mandar "f...." quem o "chateasse".

[...]

 

in livroMemórias de um tempo perdido” de Manuel Pereira Martins

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo