.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Moçambique

MOÇAMBIQUE - IMAGENS - Cedidas por ex-Combatentes ou em sites próprios

 

 

Ilídio Costa

 

Companhia de Caçadores

de

Mocimboa da Praia

 

1966/1968

 

 

 

 

 

 

 

A "Coluna em Marcha" era um caderno especial do jornal de "Notícias" de Lourenço Marques que saía às "Terças-feiras".

 

Criada pelo jornalista Guilherme de Melo e dedicado aos militares dos três ramos das Forças Armadas que então combatiam em Moçambique.

 

Publicado em

04 de Agosto de 1970

 

Enviado por Ilídio Costa

Dados retirados do site da

Liga dos Combatentes:

Nome:

João Martins Faria

Posto:

Soldado

Ramo:

Exército

Teatro de Operações:

Moçambique

Unidade Mobilizadora:

Região Militar de Moçambique

Unidade Operacional:

Esquadrão de Cavalaria 2

Naturalidade:

Sobreira Formosa

Concelho:

Proença-a-Nova

Data:

18 de Julho de 1970

Motivo:

Combate

 Homenagem a um ex-Combatente João Martins Faria

 

Enviado por A. Cardoso Martins

 

João Martins Farias

 

Eras natural do Sesmos

Muito perto do Ripanso

Sepultaram-te neste cemitério

Onde repousas no teu descanso.

 

A tua vida foi curta

Foi uma breve passagem

Hoje foste recordado

Com esta simples homenagem.

 

Já o devíamos ter feito

Há muito que a merecias

É um tributo de todos nós

Tu não foste esquecido Farias.

 

Também te quisemos dar

Uma coroa de flores

Vermelhas e amarelas

Muitas outras de várias cores.

 

Os teus irmãos também vieram

Desde logo aceitaram

Quiseram estar presentes

Nem um pouquinho hesitaram.

 

João Martins Farias

Tu que foste um grande amigo

Por essa razão e mais uma

Que hoje estamos aqui contigo.

 

O teu nome ficou na história

Mas pela pior razão

Morreste em combate

Ao serviço da Nação.

 

Foste comigo p´ra Mueda

No mesmo dia, no mesmo barco

Partiste sem dizer adeus

Mas fiquei com o teu retrato.

 

Um dia perto de Diaca

Caíste na emboscada

O inimigo estava à espreita

Ali perto na picada.

 

No dia 18 de Julho

Nada o fazia prever

Naquele ano de 70

O que estava p´ra acontecer.

 

Foste um grande Cavaleiro

Pertencias ao Esquadrão

Quis o destino que assim fosse

Fomos os dois do 2-º pelotão.

 

Foste radiotelegrafista

Uma bonita especialidade

Quando o Esquadrão saía

Também tinhas responsabilidade.

 

No Monumento dos Combatentes

O teu nome lá figura

Eu, já lá fui vê-lo

Escrito numa pedra bem segura.

 

Nós cá neste mundo

Continuamos a lutar

Numa guerra mais calma

Porque a vida não pode parar.

  

Termina aqui a tua homenagem

Foi a possível a que fomos capaz

Cada um vai à sua vida

E tu João, descansa em paz.

 

Por: A. Cardoso Martins

29 de Maio de 2004

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo