.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Falecimento

José António Mota Cunha, Sargento-Mor 'Comando'

 

 

HONRA E GLÓRIA

Nota de óbito

Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

 

 

Faleceu, no dia 25 de Julho de 2020, o veterano

 

 

José António Mota Cunha

 

Sargento-Mor 'Comando', na situação de reforma

 

Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CICmds/RMA)

 

30.ª Companhia de Comandos (30ªCCmds/CICmds/RMA)

 

«A SORTE PROTEGE OS AUDAZES»

 

Cruz de Guerra de 4.ª classe

 

José António Mota Cunha, Sargento-Mor 'Comando', na situação de reforma.

Em 11 de Janeiro de 1969, 2.º Sargento de Infantaria n/m 50193411, tendo sido mobilizado pelo Centro de Instrução de Operações Especiais (CIOE - Lamego) para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola, embarcou em Lisboa no NTT 'Vera Cruz' rumo ao porto de Luanda, a fim de ser colocado no Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA);

De 24 de Janeiro a 21 de Abril de 1969 frequentou no Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA), com aproveitamento, o 14.º curso de comandos destinado a recompletamentos da Companhia de Instrução do Centro de Instrução de Comandos (CI/CIC) e de Companhia de Comandos (CCmds);

De 4 de Maio a 12 de Agosto de 1969, participou como monitor do Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA) na formação das 20.ª Companhia de Comandos (20ªCCmds) e 21.ª Companhia de Comandos (21ªCCmds) (15.º curso de comandos);

De 19 de Agosto a 28 de Novembro de 1969, participou como monitor do Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA) na formação das 22.ª Companhia de Comandos (22ªCCmds) e 23.ª Companhia de Comandos (23ªCCmds) (16.º curso de comandos);

De 14 de Dezembro de 1969 a 15 de Abril de 1970, participou como instrutor do Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA) na formação da 24.ª Companhia de Comandos (24ªCCmds) e quadros da 25.ª Companhia de Comandos (25ªCCmds) (17º curso de comandos);

De 7 de Maio a 15 de Agosto de 1970, participou como instrutor do Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA) na formação das 25.ª Companhia de Comandos (25ªCCmds) e 28.ª Companhia de Comandos (28ªCCmds) (18º curso de comandos)

De 18 de Agosto a 30 de Novembro de 1970, participou como instrutor do Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA) na formação da 29.ª Companhia de Comandos (29ªCCmds) (19º curso de comandos);

Em 12 de Dezembro de 1970, entretanto promovido a 1.º Sargento, foi integrado na 30.ª Companhia de Comandos (30ªCCmds) como comandante de um grupo de combate;

De 22 de Novembro a 20 de Dezembro de 1972, participou como instrutor do Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA) na formação final da Companhia de Comandos 2041 (CCmds2041) (25º curso de comandos);

De 25 de Janeiro a 17 de Maio de 1973, participou como instrutor do Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA) na formação das Companhia de Comandos 2042 (CCmds2042) e Companhia de Comandos 2043 (CCmds2043) (26º curso de comandos);

 


De 7 de Novembro de 1973 a 28 de Fevereiro de 1974, participou como instrutor do Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA) na formação das Companhias de Comando 2046 (CCmds2046) e Companhias de Comando 2047 (CCmds2047) (28º curso de comandos);


Em 12 de Dezembro de 1973, por despacho pelo Comando Chefe das Forças Armadas de Angola (CCFAA), foi agraciado com a Cruz de Guerra de 4.ª classe, por distintos feitos em combate.

 

Cruz de Guerra de 4.ª classe

 

 

1.º Sargento de Infantaria, Comando
JOSÉ ANTÓNIO MOTA CUNHA
 

30ªCCmds/CICmds - RMA
ANGOLA
 

4.ª CLASSE


Transcrição do Despacho publicado na Ordem do Exército n.º 6 — 3.ª série, de 1974.


Agraciado, com a Cruz de Guerra de 4.ª classe, nos termos do artigo 20.º do Regulamento da Medalha Militar, promulgado pelo Decreto n.º 566/71, de 20 de Dezembro de 1971, por despacho do Comandante-Chefe das Forças Armadas de Angola, de 12 de Dezembro de 1973, o 1.º Sargento de Infantaria, Comando, José António Mota Cunha, da 30.ª Companhia de Comandos, do Centro de Instrução de Comandos, da Região Militar de Angola.


Transcrição do louvor que originou a condecoração.


(Publicado na Ordem de Serviço n.º 36, de 11 de Janeiro de 1974, do Quartel General da Região Militar de Angola (QG/RMA):


Por seu despacho de 12 de Dezembro de 1973, o General Comandante-Chefe Interino louvou o 1.º Sargento dec Infantaria, Comando, José António Mota Cunha, da 30.ª Companhia de Comandos do Centro de Instrução de Comandos (30ªCCmds/CICmds), pelas altas qualidades de abnegação, espírito de sacrifício, competência profissional, dinamismo e alta noção do dever demonstradas nas mais diversas missões que lhe foram cometidas durante toda a sua comissão de serviço, quer como auxiliar do Comandante da Companhia, quer como instrutor, mas, principalmente, como comandante de Grupo de Combate, em que se revelou combatente audaz, corajoso e possuidor de raras qualidades de chefe.


Aliando a estas qualidades excepcional decisão, sangue-frio e serena energia debaixo de fogo, tornou-se notado pela forma como manobrava no terreno com segurança e saber e como incitava os seus homens ao combate. De salientar a sua actuação na operação "Siroco" em que, durante a progressão para o objectivo, ao verificar que se aproximava do local onde estava emboscado um elemento inimigo armado, o deixou aproximar a fim de o capturar vivo para evitar quebra de surpresa. Tendo-se este apercebido do facto e reagido pelo fogo, o 1.º Sargento Mota Cunha, apesar de alvejado, moveu-lhe tenaz perseguição até o abater e lhe capturar o armamento e outro material, numa demonstração plena de coragem, energia e determinação.


Muito correcto e disciplinado, foi auxiliar precioso do Comandante de Companhia, desempenhando sempre com o mesmo entusiasmo todas as missões de que foi incumbido, pelo que justo é distingui-lo pela sua conduta que muito honrou os "Comandos", o Exército e a Pátria que tão devotadamente serve.

De 28 de Julho a 22 de Agosto de 1974, participou no Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA) na instrução final da Companhia de Comandos 4042 (CCmds4042) (29º curso de comandos);

Após 6 de Maio de 1975, regressado definitivamente à Metrópole, ficou colocado no Regimento de Comandos (RCmds - Amadora).


Faleceu no dia 25 de Julho de 2020, com o posto de sargento-mor 'comando' na situação de reforma.
 


A sua Alma repousa em Paz

 

 

     
 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo