.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Condecorações

José Jacinto Pascoal, 1.º Cabo de Infantaria, da CCac794: Cruz de Guerra, de 4.ª classe

 

"Pouco se fala hoje em dia nestas coisas mas é bom que para preservação do nosso orgulho como Portugueses, elas não se esqueçam"

Barata da Silva, Vice-Comodoro

 

HONRA E GLÓRIA

Fontes:

5.º Volume, Tomo IV, pág. 78, da RHMCA / CECA / EME

Jornal do Exército, ed. 87, de Mar1967

 

 

 

José Jacinto Pascoal

 

1.º Cabo de Infantaria, n.º 2882/64

 

Companhia de Caçadores 794

 

«UNIDOS»

 

Angola: 06Jun1965 a 24Jun1967

 

Cruz de Guerra, de 4.ª classe

 

Prémio 'Governador'

 

 

José Jacinto Pascoal, 1.º Cabo de Infantaria, n.º 2882/64.


Mobilizado pelo Regimento de Infantaria 1 (RI1 - Amadora) para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola, em Muxaluando e Caconda, integrado na Companhia de Caçadores 794 «UNIDOS», no período de 6 de Junho de 1965 a 24 de Junho de 1967.

 

 

 

Cruz de Guerra, de 4.ª classe

 


1.º Cabo de Infantaria, n.º 2882/64
JOSÉ JACINTO PASCOAL
 

CCac794 - RI 1
ANGOLA
 

4.ª CLASSE
 

Transcrição do Despacho publicado na OE n.º 2 - 3.ª série, de 1967.
 

Agraciado com a Cruz de Guerra de 4.ª classe, nos termos do artigo 12.º do Regulamento da Medalha Militar, promulgado pelo Decreto n.º 35 667, de 28 de Maio de 1946, por despacho do Comandante-Chefe das Forças Armadas de Angola, de 30 de Novembro de 1966:
 

O 1.º Cabo n.º 2882/64, José Jacinto Pascoal, da Companhia de Caçadores 794 - Regimento de Infantaria n.º 1.


Transcrição do louvor que originou a condecoração.
(Publicado na OS n.º 73, de 09 de Setembro de 1966, do Quartel General da Região Militar de Angola (QG/RMA):


Louvado o 1.º Cabo n.º 2882/64, José Jacinto Pascoal, do 1.º Grupo de Combate, da Companhia de Caçadores 794, pela sua invulgar coragem, pela sua extraordinária agressividade, pela sua desmedida decisão, pelo seu completo desprezo pela vida, pela sua vontade férrea de vencer, já várias vezes demonstradas em operações anteriores e agora uma vez mais confirmadas em recente operação na ZIN (Zona Intervenção Norte).


Sempre voluntário para todas as acções, o 1.º Cabo Pascoal, que marcha sempre à frente da sua Secção, revelou de novo o seu destemor quando, debaixo de intenso fogo inimigo, socorreu um seu camarada gravemente ferido, arrastando-o para o seu lado e ajudando, depois, a transportá-lo para a retaguarda.


Trata-se de um combatente de elite que não mede o perigo e que com a sua conduta arrasta consigo os elementos da sua Secção.


Simples, extraordinariamente desembaraçado, muito enérgico, é digno de ser apontado como exemplo e os seus actos praticados em campanha devem ser considerados de muito mérito.
---------------------------------------------------------------

 

Jornal do Exército, ed. 87, de Mar1967

 

«Evidenciam-se a invulgar coragem, a extraordinária agressividade, a desmedida decisão, o completo desprezo pela vida e a vontade férrea de vencer várias vezes demonstrados e uma vez mais ultimamente confirmados numa operação no Norte de Angola.


Sempre voluntário para todas as acções, marchando sempre à frente da sua Secção, revelou de novo o seu destemor quando, debaixo de intenso fogo inimigo, socorreu um camarada gravemente ferido, arrastando-o para o seu lado e ajudando depois a transportá-lo para a retaguarda.


Trata-se de um combatente de «elite», que não mede o perigo e que com a sua conduta arrasta os elementos da sua secção.


Simples, extraordinariamente desembaraçado e muito enérgico. é digno de ser apontado como exemplo, devendo considerar-se de muito mérito os seus actos praticados em campanha

 

 

 

 

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo