.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Condecorações

José Manuel Pereira Madeira, Furriel Mil.º 'Comando', da 33.ª CCmds - Faleceu no dia 24Mar2020

 

 

HONRA E GLÓRIA

e

nota de óbito

Elementos cedidos por

colaborador do portal UTW

 

Aviso (extracto) n.º 9094/2012

DR, 2.ª Série, n.º 128, de 04Jul2012

 

 

 

Faleceu, no dia 24 de Março de 2020, o veterano

 

 

José Manuel Pereira Madeira

 

Furriel Mil.º 'Comando', n.º 17607271

 

33.ª Companhia de Comandos

 

«A SORTE PROTEGE OS AUDAZES»

 

Angola: 10Jun1971 a 23Out1973

 

Cruz de Guerra de 1.ª classe (colectiva)

(DR, 2.ª Série, n.º 128, de 04Jul2012)

 

 

 

 

Cruz de Guerra de 2.ª classe

 

 

José Manuel Pereira Madeira, Furriel Mil.º 'Comando', n.º 17607271.


Desde 10 de Junho de 1971 até 23 de Outubro de 1973, serviu Portugal na Província Ultramarina de Angola como Furriel Miliciano 'Comando', integrado no 2º Grupo de Combate da 33ª Companhia de Comandos «A SORTE PROTEGE OS AUDAZES».


Faleceu no dia 24 de Março em 2020.


Paz à sua Alma

 

 

"Pouco se fala hoje em dia nestas coisas mas é bom que para preservação

do nosso orgulho como Portugueses, elas não se esqueçam"
 

Barata da Silva, Vice-Comodoro

 

     

Cruz de Guerra de 2.ª classe

 

Furriel Miliciano, Comando
JOSÉ MANUEL PEREIRA MADEIRA

 

33ªCCmds/CICmds - CIOE
ANGOLA


2.ª CLASSE


Transcrição da Portaria publicado na OE n.º 4 - 3.ª série, de 1977.
Por Portaria de 03 de Dezembro de 1976:


Manda o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, com base em proposta do Comandante-Chefe das Forças Armadas de Angola, condecorar o Furriel Miliciano, Comando, José Manuel Pereira Madeira, da 33.ª Companhia de Comandos - Centro de Instrução de Operações Especiais, com a Medalha da Cruz de Guerra de 2.ª classe, ao abrigo dos artigos 14.º, 15.º e 16.º, do Regulamento da Medalha Militar, de 20 de Dezembro de 1971, e do artigo 1.º do Decreto-Lei n.º 715/74, de 12 de Dezembro.


Transcrição do louvor que originou a condecoração.
(Do Processo individual n.º 1299/76 existente no Arquivo Geral do Exército):


Manda o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, com base em proposta do Comandante-Chefe das Forças Armadas de Angola, louvar o Furriel Miliciano, Comando, José Manuel Pereira Madeira, da 33.ª Companhia de Comandos/Centro de Instrução de Comandos — Centro de Instrução de Operações Especiais, por ter revelado extraordinárias qualidades de comando, desembaraço, coragem e sangue-frio nas operações em que tomou parte, em Angola, concretizadas na forma eficiente e dedicada como soube conduzir a sua equipa, cumprindo com acerto e muito entusiasmo todas as missões que lhe foram confiadas.


Durante a operação "Expurgar" [
decorreu de 12 a 17 de Janeiro de 1972 no Mutumbo>Cuvelai], ao pressentir que uma patrulha adversária se aproximava lateralmente em relação à progressão das Nossas Tropas, actuou com serenidade e determinação tais, que, unicamente com a sua equipa, fez malograr as intenções do adversário, capturando-lhe armas e outro material.


Na operação "Rojão" [
decorreu de 12 de Julho a 7 de Agosto de 1972 com base no Léua, foi ferido em combate], numa forte emboscada em que o adversário utilizou armas automáticas, lança-granadas e morteiro, uma vez mais soube conduzir os seus homens de forma decidida, constituindo exemplo contagiante de valentia, abnegação e serena energia debaixo de fogo. Apesar de ferido nas pernas com diversos estilhaços, manteve-se de pé reagindo ao adversário, enquanto as suas forças o permitiram, incutindo na sua equipa acentuado espírito ofensivo, persistência e tenacidade.


O seu exemplo de valoroso combatente muito contribuiu para os resultados obtidos.


O espírito de sacrifício, a coragem moral, o ânimo e a muita calma que revelou, não só nas acções descritas mas também em muitas outras em que tomou parte, impõem-no como exemplo de militar destemido e audaz.


Graduado voluntarioso e disciplinado, é merecedor de que a sua conduta, que muito honrou os Comandos e o Exército, seja desta forma posta em destaque.

 

O livro:

 

 

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo