.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Condecorações

José de Moura Nogueira, Soldado Pára-Quedista 281/64: Medalha de Cobre de Valor Militar, com palma

 

HONRA E GLÓRIA

Fonte:

Ordem à Aeronáutica, n.º 33 - 3.ª Série

 

 

 

José de Moura Nogueira

 

Soldado Pára-Quedista 281/64

 

1.ª Companhia de Caçadores Pára-Quedistas

 

«VINCERE EST VELLE»

 

Batalhão de Caçadores Pára-Quedistas 31

 

«HONRA-SE A PÁTRIA DE TAL GENTE»

 

3.ª Região Aérea (Moçambique)

 

 

Medalha de Cobre de Valor Militar, com palma

(Título póstumo)

 

 

José de Moura Nogueira, Soldado Pára-Quedista 281/64, nascido em 16 de Julho de 1944, na freguesia de Nogueira, concelho de Chaves.

 

Incorporado em 17 de Março de 1964, no Regimento de Caçadores Pára-Quedistas, termina a Escola de Recrutas em 17 de Novembro e o Curso de Pára-quedismo em 18 de Dezembro do mesmo ano (brevet 2897).

 

Embarca para Moçambique em 25 de Junho de 1966 com destino ao BCP31 (Batalhão de Caçadores Pára-quedistas 31).


Morre em combate no dia 3 de Dezembro de 1967. Tinha 23 anos de idade.

 

Paz à sua Alma

 

Medalha de Cobre de Valor Militar, com palma

 

 

 

José de Moura Nogueira

Soldado Pára-Quedista 281/64

 

Considerado como dado pelo SEA (Secretário de Estado da Aeronáutica), a título póstumo, o louvor concedido ao soldado pára-quedista 281/64 José de Moura Nogueira, ao tempo do BCP 31 (Batalhão de Caçadores Pára-Quedistas 31), publicado na OS 68, do 23 de Julho de 1968 do C.º 3.ª RA (Comando da 3.ª Região Aérea), com a seguinte redacção:


«Louvo o soldado pára-quedista 281/64 José de Moura Nogueira, ao tempo do BCP 31 (Batalhão de Caçadores Pára-Quedistas 31), porque durante o tempo que pertenceu à 1.ª Companhia de Caçadores Pára-quedista, tomando parte em todas operações efectuadas pela Companhia, no Norte da Província de Moçambique, sempre evidenciou qualidades extraordinárias de coragem, valentia e intrepidez.


Combatente de rija têmpera, dotado de execepcional espirito de decisão e sangue frio, sempre pronto a ocupar os lugares mais perigosos e a tomar parte nas missões mais arriscadas, demonstrando, continuamente, um desprezo total pelo perigo desempenhou cabalmente, todas as missões em que tomou parte activa com dinamismo e de forma notória.


No decorrer da operação «ORIENTE» quando progredia em primeiro lugar, na testa da coluna, sendo esta emboscada por um grupo inimigo, fortemente armado e municiado, sob o fogo intenso de armas automáticas e granadas de mão, lançou-se ousadamente contra o inimigo, numa reacção rápida e violenta, oferecendo o seu corpo como escudo dos militares que o seguiam, fazendo negar ao inimigo a vantagem da sua colocação no terreno, em plena demonstração de ânimo, espírito ofensivo, abnegação e generosidade até que foi atingido mortalmente, pelo fogo inimigo.


Militar brioso, disciplinado e correcto, com uma vontade indómita do bem serve e um alto espírito de sacrifício, enfrentando o perigo de tal forma que cedeu a própria vida em defesa da Pátria, o soldado pára-quedista Nogueira dignificou as Forcas Armadas, particularmente, as Tropas Pára-quedistas a que pertencia e que se orgulham de contar nas suas fileiras elementos de tão alto valor militar.
»

 

 

Gabinete do Secretário de Estado da Aeronáutica
POR PORTARIA DE 5 DE NOVEMBRO DE 1968


Condecorado a titulo póstumo, com a Medalha de Cobre de valor militar, com palma, o soldado pára-quedista 281/64 José de Moura Nogueira, ao tempo do BCP 31 (Batalhão de Caçadores Pára-quedistas 31), por ler sido considerado nas condições expressas nos art.ºs 5.º, 7.º e § 2.º do art.º 8.º, com referência ao art.º 46.º do Regulamento da Medalha Militar, aprovado pelo Decreto 35 667, de 28 de Maio de 194.

 

 


 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo