.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Falecimento

Manuel Ambrósio de Morais Freitas, Coronel na situação de reforma: Med. de Mérito Militar, de 3.ª classe

 

HONRA E GLÓRIA

e nota de óbito

Fontes:

 

Informação do óbito do veterano Manuel da Conceição Costa

da CCS/BCac3840

 

Outros elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

 

Imagens dos distintivos de Carlos Coutinho

 

 

Faleceu, no dia 25 de Novembro de 2019, o veterano

 

Manuel Ambrósio de Morais Freitas

 

Coronel na situação de reforma

 

Companhia de Cavalaria 485

«OS GRIFOS»

 

Companhia de Caçadores 1721 do Batalhão de Caçadores 1920

«EXCELENTE E VALOROSO»

 

Companhia de Caçadores 3348 do Batalhão de Caçadores 3840

«UNIDOS SOMOS INVENCÍVEIS»

 

Medalha de Mérito Militar de 3.ª classe

 

 

 

Manuel Ambrósio de Morais Freitas, Coronel na situação de reforma.

 

Nasceu no dia 19 de Setembro de 1940.

Em 8 de Agosto de 1963 aspirante-a-oficial miliciano de infantaria (n/m 39319362), encontrando-se colocado no Batalhão de Caçadores 10 (BC10 - Chaves) e tendo sido mobilizado pelo Regimento de Cavalaria 7 (RC7 - Ajuda) para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola, embarca em Lisboa no NTT 'Niassa' rumo ao porto de Luanda, como comandante de pelotão da Companhia de Cavalaria 485 (CCav485);

Em 1 de Novembro de 1963 promovido a alferes miliciano;
 

Em 19 de Setembro de 1965 promovido a tenente miliciano;

Em 24 de Outubro de 1965 inicia a torna-viagem a bordo do NTT 'Vera Cruz';


Em 7 de Dezembro de 1965 agraciado com a Medalha de Mérito Militar de 3ª classe;

De 24 de Julho a 4 de Novembro de 1967 frequenta na Escola Prática de Infantaria (EPI - Mafra) o curso de promoção a capitão do quadro de complemento;

De 6 a 18 de Novembro de 1967 frequenta no Centro de Instrução de Operações Especiais (CIOE - Lamego) o estágio para oficiais do quadro de complemento 'Convocados CPC-2/67';


Em 2 de Dezembro de 1967 graduado no posto de capitão miliciano e colocado no Regimento de Infantaria 2 (RI2 - Abrantes);

Em 31 de Agosto de 1968 mobilizado pelo Batalhão de Caçadores 5 (BC5 - Campolide) para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola, a fim de assumir o comando da Companhia de Caçadores 1721 do Batalhão de Caçadores 1920 (CCac1721/BCac1920-RI2);


Em 1 de Dezembro de 1969, entretanto regressado à Metrópole, promovido a capitão miliciano (com antiguidade a 8 de Fevereiro de 1966);

Em 1 de Outubro de 1970, tendo concluído na Academia Militar o curso de infantaria, considerado alferes do quadro permanente daquela arma e colocado no Regimento de Infantaria 16 (RI16 - Évora);


Em 16 de Novembro de 1970 inicia no Centro de Instrução de Operações Especiais (CIOE - Lamego) o estágio de actualização sobre o Ultramar 'EAU-7/70';

Em 15 de Maio de 1971, tendo sido mobilizado pelo Regimento de Infantaria 16 (RI16 - Évora) para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola, embarca em Lisboa rumo ao porto de Luanda como capitão graduado comandante da Companhia de Caçadores 3348 do Batalhão de Caçadores 3840 (CCac3348/BCac3840);


Em 1 de Agosto de 1972, alferes do quadro permanente de infantaria (com antiguidade a 1 de Agosto de 1971), promovido a tenente graduado em capitão;

Em 27 de Junho de 1973 regressa definitivamente à Metrópole, ficando colocado na Academia Militar;

Em 1 de Março de 1974 promovido a major;

Em 31 de Março de 1983 promovido a tenente-coronel;

Em 14 de Dezembro de 1988 promovido a coronel;

Em 1 de Maio de 1995 passado à situação de reserva;
 

Hoje, dia 27 de Novembro de 2019, da parte da tarde, será o funeral em Valpaços.

 

Os veteranos da CCac3348/BCac3840 expressam profundo pesar e enviam à família os mais sentidos pêsames.

 

Paz à sua Alma

 

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo