.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Memoriais

Monumentos aos Combatentes, Memoriais e Campas

 

Monumentos aos Combatentes e Campas

Em memória daqueles que tombaram em defesa de

Portugal na Guerra do Ultramar

 

Constância

 

Para visualização dos conteúdos clique em cada um dos sublinhados que se seguem:

 

Listagem dos mortos naturais do concelho de Constância

 

Constância

Fonte: mediotejo.net

 

Município ergue Monumento aos Combatentes e adia homenagem a António Mendes
 

Por: Ana Rita Cristóvão - 11 de Fevereiro, 2021
 

 

 

O Município de Constância vai erigir um monumento em homenagem aos combatentes do concelho que lutaram por Portugal. A proposta relativa ao projeto de execução da instalação da peça de escultura foi aprovada por unanimidade do executivo camarário. Um monumento “com a devida dignidade” que vai ser erigido no Largo Cabral Moncada, disse o presidente da Câmara Municipal ao mediotejo.net. A homenagem aprovada em 2015 ao Comendador António Mendes, ex-autarca em Constância, “não está esquecida” mas não será neste mandato que será realizada.


O processo remonta a 2016, quando no anterior mandato autárquico a Assembleia Municipal de Constância aprovou por unanimidade uma proposta “no sentido de ser construído e erguido um monumento em homenagem aos combatentes do concelho e do país”, relembra o atual presidente da Câmara Municipal de Constância, Sérgio Oliveira, em declarações ao mediotejo.net.


Mais recentemente, em setembro de 2020, a Assembleia Municipal aprovou por unanimidade uma recomendação apresentada pela CDU referente ao monumento aos combatentes, onde se exortava a autarquia para avançar com esta iniciativa o mais breve possível, sublinhando a demora da sua concretização.


Já em 2021 chega a sede de reunião de Câmara para aprovação o projeto de execução do respetivo monumento em homenagem aos combatentes do concelho. Com um custo estimado de 2.800,00€, a escultura a ser instalada no Largo Cabral Moncada visa “homenagear todos os combatentes”, refere o autarca Sérgio Oliveira, dando conta de que a peça terá inscrita a frase “Os combatentes de Constância por Portugal”.

 


“Foi um processo que foi articulado com o núcleo local da Liga dos Combatentes e com a Direção Nacional, portanto a peça final a que se chegou foi do consenso quer da Câmara quer da Liga dos Combatentes”, elucidou Sérgio Oliveira, dando conta de que a escultura “não será um monumento aos combatentes do género a que nós estamos habituados a ver – um maciço em granito, não será isso. Será uma figura de um soldado em aço corten assento num maciço, que será instalado no Largo Cabral Moncada”.


O presidente da Câmara Municipal de Constância relembra também uma “tremenda confusão” que surgiu com uma iniciada levada a efeito pela Câmara para sinalizar a efeméride da Primeira Guerra Mundial e da Batalha de La Lis, na qual foi colocada uma oliveira e papoilas junto à Zona Industrial de Montalvo.


“Não foi nunca nenhum monumento aos combatentes. Houve aqui uma tremenda confusão que foi feita e alimentada por alguns que nunca correspondeu à verdade e por mais que eu tenha desmentido, parece que na cabeça de alguns mantiveram que aquilo era um monumento aos combatentes, e não é”, disse.

[...]

-------------------

 

Monumento aos Combatentes

 

Para quando?

 

«...A proposta recorda que a Câmara e a Assembleia Municipal de Constância votaram já, em anteriores mandatos e também no presente, por unanimidade, a construção de um monumento de reconhecimento público concelhio aos combatentes, que tem o estudo de concepção realizado...»

 

 

Notícias:

 

In «O MIRANTE»,

de 25Out2020

 

Assembleia Municipal de Constância quer que câmara cumpra deliberações


A Assembleia Municipal de Constância quer que a câmara cumpra deliberações tomadas já há alguns anos que prevêem a construção de um monumento aos combatentes e um monumento em homenagem ao ex-presidente da câmara e da assembleia municipal, António Mendes, pelo seu trabalho de 40 anos como autarca.


Na sessão de 25 de Setembro [2020], a assembleia municipal aprovou por unanimidade uma proposta da CDU que sugere ao executivo municipal que proceda ao início dos procedimentos necessários à concretização desses projectos. Uma posição que surge no seguimento da colocação recente de várias esculturas no espaço público na freguesia de Montalvo e também em Constância, da autoria do escultor local João Reis, com o consentimento do município.


A proposta recorda que a Câmara e a Assembleia Municipal de Constância votaram já, em anteriores mandatos e também no presente, por unanimidade, a construção de um monumento de reconhecimento público concelhio aos combatentes, que tem o estudo de concepção realizado, bem como um monumento em homenagem ao comendador António Mendes.

 

-------------------

 

A Promessa

in revista "Combatente", ed. 389,

de Setembro de 2019

 

Núcleo da Liga dos Combatentes de Santa Margarida inaugurou no dia 8 de Julho de 2019 a nova sede situada em Constância, na rua Luís de Camões, n.º 9. A Cerimónia foi presidida pelo Coronel Faustino Alves Lucas Hilário, Secretário-geral da Liga dos Combatentes, contando com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Constância, Dr. Sérgio Miguel Santos Pereira de Oliveira e demais entidades locais, bem como os elementos da Direção do Núcleo e respectivos sócios.


O Coronel Faustino Lucas Hilário e o Dr. Sérgio Pereira de Oliveira, procederam ao descerramento da placa alusiva à cerimónia, tendo-se de seguida passado aos discursos. O Presidente do Núcleo, Sargento-ajudante Lucas Amaro agradeceu a presença de todas as Entidades convidadas, aos Combatentes, aos Sócios e a todas as pessoas que quiseram estar presentes. De seguida agradeceu ao Município pelo apoio prestado e pela cedência das novas instalações. Fez também referência à Junta de Freguesia de Santa Margarida da Coutada pelo apoio prestado na criação do Núcleo com a cedência das instalações provisórias no edifício da própria Junta.


De seguida usou da palavra o Coronel Faustino Lucas Hilário, que elogiou e agradeceu o apoio da Câmara Municipal. Referiu ainda o ponto de situação em que se encontra o Estatuto do Combatente.


Encerrou os discursos o Presidente da Câmara Municipal de Constância, onde referiu a importância do núcleo, num concelho que detém uma forte presença militar. Destacou ainda o projecto do monumento ao combatente a erguer num futuro próximo na sede do concelho. Após o acto formal os excelentíssimos convidados deslocaram-se para o Jardim "Horto Camões" onde foi servido o porto de honra.

 

 

Clique na imagem que se segue para ampliação


 

-------------------

 

Os Militares naturais do concelho de Constância que tombaram na Guerra do Ultramar:

 

 

Alexandre António Alves Félix

 

 

Alexandre António Alves Félix, 1.º Cabo Radiotelegrafista, n.º 114/62, natural da freguesia de Santa Margarida da Coutada, concelho de Constância, filho de Felismino Félix e de Ana Custódia Félix, casado com Margarida Rosa Félix Sousa Alves.

 

Mobilizado pelo Regimento de Infantaria 16 (RI16 - Évora) para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola, integrado na 3.ª Companhia do Batalhão de Caçadores 3 (3ª/BC3 - Carmona) «MANERE AC VINCERE» da guarnição normal da Região Militar de Angola.

 

Faleceu, no dia 5 de Junho de 1964, na Vila de Negage, vítima de acidente viação.

 

Está inumado no cemitério de Santa Margarida da Coutada.

 

José Gaspar Rodrigues

 

 

 

José Gaspar Rodrigues, 1.º Cabo Apontador de Metralhadora, n.º 00702573, natural da freguesia de Montalvo, concelho de Constância, filho de António Rodrigues Rafael e de Maria Perpétua Gaspar, solteiro.

 

Mobilizado pelo Regimento de Infantaria 15 (RI1 - Tomar) para servir Portugal na Província Ultramarina da Guiné, integrado na 3.ª Companhia do Batalhão de Caçadores 4516/73 (3ª/BCac4516/73) «FIRMES E CONSTANTES».

 

Faleceu, no dia 16 de Outubro de 1973, no Hospital Militar de Bissau, devido a ferimentos em combate, ocorrido em Aldeia Formosa.

 

Está inumado no cemitério de Montalvo.

 

 

 

 

Manuel João Moura Ramos Inácio

 

Manuel João Moura Ramos Inácio, 1.º Cabo Mecânico de Viaturas Auto, n.º 07189163, natural da freguesia de Santa Maria da Coutada, concelho de Constância, filho de João Inácio e de Amélia de Moura Ramos, solteiro.

 

Mobilizado pela Escola Prática do Serviço Material (EPSM - Sacavém) para servir Portugal na Província Ultramarina de Moçambique integrado na 1.ª Companhia de Engenharia do Agrupamento de Engenharia (1ªCEng/AEM - Lourenço Marques) da guarnição normal da Região Militar de Moçambique.

 

Faleceu, no dia 8 de Janeiro de 1966, em Campuana, durante as cheias do rio Umbeluze, vítima de acidente de aviação, devido a queda de helicóptero quando colaborava no auxílio à população, atingida pelos temporais de Janeiro de 1966.

 

Está inumado na sepultura n.º 1899, no Talhão dos Combatentes da Grande Guerra, cemitério de São José de Lhanguene, em Lourenço Marques (Moçambique)

 

Paz às suas Almas

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo