.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Memoriais

Monumentos aos Combatentes, Memoriais e Campas

 

Monumentos aos Combatentes e Campas

Em memória daqueles que tombaram em defesa de

Portugal na Guerra do Ultramar

 

Lagoa

 

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado

 

Listagem dos mortos naturais do concelho de Lagoa

 

 

Freguesia de Lagoa

 

Cancela

 

Mário Guerreiro

 

Capitão do Serviço Geral do Exército


Nascido a 19 de Janeiro de 1914 na aldeia algarvia de Cancela, freguesia e concelho de Lagoa; filho de Isabel da Conceição Guerreiro e de Joaquim Ribeiro Rosado.

Casou com Encarnação Fernandes de Oliveira.

Em 8 de Novembro de 1940 nasce em Tavira, o filho Eduardo de Oliveira Rosado Guerreiro.

Em 21 de Março de 1961, sendo sargento-ajudante do quadro do serviço geral do Exército e encontrando-se afecto à 3ª Região Militar (Angola), promovido a alferes e «nomeado para desempenhar comissão de serviço no Ultramar»;


Em 21 de Março de 1963 promovido a tenente;

Em 30 de Novembro de 1965 regressa à Metrópole, ficando colocado no Depósito Geral de Material de Guerra (DGMG - Beirolas) «QUE NÃO NO EMPREGUE EM QUEM O NÃO MEREÇA»;

Em 17 de Abril de 1968, tendo sido novamente nomeado para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola, embarca em Lisboa rumo a Luanda, a fim de ser colocado no Campo Militar do Grafanil (CMGrafanil) e integrado no Batalhão de Manutenção de Material / Agrupamento do Serviço de Material de Angola da Região Militar de Angola (BMM/ASMA-RMA);

No sábado, dia 19 de Janeiro de 1974, por portaria da mesma data, com o posto de capitão e contando «50 anos de serviço», passado à situação de reserva «com a pensão mensal de 11.700$»;

No dia seguinte [20Jan1974], encontrando-se no seu aquartelamento, morre acometido por doença súbita, vindo a urna a ser transportada para a capela mortuária do cemitério de Santana (Estrada de Catete).

Em registos oficiais, consta como inumado no cemitério de Santana, sem número de campa atribuído nem indicação de ossário.


Paz à sua Alma.

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo