.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Memoriais

Monumentos aos Combatentes, Memoriais e Campas

 

 

Monumentos aos Combatentes e Campas

(Listagens e imagens de memoriais e campas de antigos combatentes)

 

Em memória daqueles que tombaram em defesa de

Portugal na Guerra do Ultramar

 

Monção

 

Para visualização do conteúdo clique em cada um dos sublinhados

 

Listagem dos mortos naturais do concelho de Monção

 

Vila de Monção

 

Memorial nominal: À Memória dos Combatentes do Concelho de Monção Mortos pela Pátria na Guerra do Ultramar

 

Notícia, in TVI24:

11Set2012, 18H40

Roubaram monumento de bronze com mais de metro e meio

Memorial em Monção homenageava os 13 militares do concelho que morreram na Guerra do Ultramar

A Câmara de Monção participou à GNR o furto de uma lápide em bronze, inaugurada em 2008 como homenagem aos militares do concelho que morreram na Guerra do Ultramar, que custou cerca de 5.000 euros.

Esta lápide, dividida em duas placas de bronze de vários quilos, continha os nomes dos militares que perderam a vida naquela guerra e tinha sido instalada a 25 de maio de 2008 na praça Deu-la-Deu, o principal espaço da vila.

Segundo a GNR, contactada pela Lusa, o furto terá acontecido na madrugada de 4 de setembro e o caso participado àquela força, pela autarquia de Monção, três dias depois.

A lápide, com mais de 1,60 metros de altura e uma espessura de cinco centímetros, apresentava os nomes dos 13 soldados de Monção que morreram em Angola, Moçambique e Guiné-Bissau durante a Guerra do Ultramar e resultou de uma iniciativa conjunta entre a Câmara e a delegação local da Liga dos Combatentes.

O custo, suportado pela autarquia, ultrapassou os 5.000 euros, mas o presidente da Câmara de Monção, José Emílio Moreira, já garantiu que este memorial será agora substituído por uma placa de granito.

«A ver se alguém não pega na placa e se não a leva para fazer um muro ou algo do género», lamentou José Emílio Moreira.

O autarca admite que a praça onde estava instalado o monumento, apesar de ser a mais central da vila, durante a noite «praticamente não tem ninguém», o que terá contribuído para o furto.

«Sofremos do problema de falta de pessoas e, por isso, à noite, não anda por lá ninguém, mas quem fez isto preparou muito bem, porque não era possível chegar ao local e carregar a lápide facilmente. Por esta altura, já estará derretida, mas nem um quinto dos 5.000 euros que gastamos nela vão buscar», lamentou o autarca.

Segundo a GNR, estão em curso investigações ao furto, tendo o caso sido participado ao Tribunal de Monção.

 

Inaugurado no dia 25 de Maio de 2008

 

 

 

 

------------------------------------

 

Fonte:http://comandosviana.blogspot.com/2008/05/fotos-do-2-encontro-dos-combatentes-em.html

 

Informação de um Veterano

 

No dia 25 de Maio de 2008 decorreu em Monção o 2º Encontro dos combatentes do Ultramar, com o apoio da delegação da Associação de Comandos de Viana do Castelo.
As Cerimónias foram presididas por um representante do gabinete do ministro da Defesa; Estiveram também presentes diversas entidades, civis e militares, nomeadamente a nossa Associação de Comandos - delegação de Viana do Castelo, que se fez representar ao mais alto nível, pelo seu presidente sr. ten. cor. Dimas Vaz. Acrescentamos que fez parte das festividades, o museu estático do Centro de Tropas Comando, o qual foi visitado por milhares de pessoas. Do programa constou a inauguração de um monumento aos mortos do Ultramar do concelho de Monção do distrito de Viana do Castelo.

No final decorreu um almoço, onde estiveram presentes as entidades atrás referidas, no qual participaram cerca de trezentas pessoas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo