.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Condecorações

Carlos Alberto dos Santos Sobral, Soldado de Cavalaria: Medalha dos Feridos em Campanha

 

Com o apoio de um colaborador do portal do UTW

 

Carlos Alberto dos Santos Sobral

 

Soldado de Cavalaria, n.º 08331467

 

Companhia de Cavalaria 1774

 

Batalhão de Cavalaria 1927

«NA GUERRA CONDUTA MAIS BRILHANTE»

 

Angola: 28Nov1967 a 16Dez1969

 

 

Texto:

 

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado que se segue:

 

«Foi esta a minha guerra...»

 

--------------------------------------------------------------

 

 

Medalha dos Feridos em Campanha

 

 

Carlos Alberto dos Santos Sobral, Soldado de Cavalaria, natural de Setúbal.

 

Mobilizado pelo Regimento de Cavalaria 3 (RC3 - Estremoz para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola integrado na Companhia de Cavalaria 1774 do Batalhão de Cavalaria 1927 «NA GUERRA CONDUTA MAIS BRILHANTE», no período de 28 de Novembro de 1967 a 16 de Dezembro de 1969.

 

No dia 10 de Novembro de 1969, a sua subunidade de cavalaria encontrava-se aquartelada na Cassoneca.

 

Naquele mesmo dia, a poucos dias do final da comissão de serviço, o seu Grupo de Combate, durante o patrulhamento fluvial no rio a 500 metros da fazenda do Cahinge (Calomboloca), sofreu um ataque do inimigo, do qual resultou uma baixa mortal (nota em rodapé) e ferimentos muito graves no Soldado de Cavalaria Carlos Alberto dos Santos Sobral, o qual foi evacuado para o Hospital Militar de Luanda, passados 10 dias foi evacuado, num avião da Força Aérea Portuguesa, para o Hospital Militar Principal - Estrela (Lisboa), onde permaneceu cerca de um ano.

 

Foi considerado Deficiente das Forças Armadas Portuguesas.

--------------------------------------------------------------

 

Concessão da Medalha dos Feridos em Campanha

 

 

Em 27 de Janeiro de 2017, o Ministro da Defesa Nacional, José Alberto de Azeredo Ferreira Lopes, pelo despacho n.º 2642/2017, concedeu a Medalha dos Feridos em Campanha ao Soldado DFA, n.º 08331467, Carlos Alberto dos Santos Sobral, publicado no Diário da República n.º 64/2017, Série II, de 30 de Março.

 

Clique na imagem que se segue para ampliação:

 

 

O Diploma:

 

Diploma
 

O Ministro da Defesa Nacional
José Azeredo Lopes
 

Faz saber que, por Despacho de 27 de Janeiro de 2017 e nos termos do art.º 44.º e 49.º do Regulamento da Medalha Militar e das Medalhas Comemorativas das Forças Armadas, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 316/02, de 27/12/2002, concedeu ao


Soldado DFA Carlos Alberto dos Santos Sobral
a Medalha dos Feridos em Campanha


Como tal poderá o mesmo usar as respectivas insígnias e usufruir as regalias inerentes à distinção conferida.


Aos Oficiais-generais e mais Chefes determino que assim o reconheçam e observem devidamente.


E para que conste se mandou expedir o presente diploma, que vai assinado pelo Chefe de Gabinete, António Martins Pereira e selado com o selo branco do Ministério da Defesa Nacional.


Lisboa, 27 de Janeiro de 2017.

 

Clique na imagem que se segue para ampliação:

 

 

--------------------------------------------------------------

 

A cerimónia da imposição da Medalha dos Feridos em Campanha

 

No dia 28 de Setembro de 2017, decorreu na Unidade de Apoio Geral de Material do Exército (UAGME), aquartelado na Estrada do Infantado (EN119 - próximo do Campo de Tiro de Alcochete), a cerimónia de imposição da Medalha dos Feridos em Campanha ao Soldado DFA, n.º 08331467, Carlos Alberto dos Santos Sobral.

 

As fotos da cerimónia:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

--------------------------------------------------------------

 

Nota:

 

Bento José Rebocho Piçarra, Soldado Atirador, n.º 06174967, natural da freguesia de Salvador, concelho de Serpa, filho de Domingos Piçarra e de Margarida da Conceição Rebocho.

 

Mobilizado pelo Regimento de Cavalaria 3 (RC3 - Estremoz para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola integrado na Companhia de Cavalaria 1774 do Batalhão de Cavalaria 1927 «NA GUERRA CONDUTA MAIS BRILHANTE».

 

Faleceu, no dia 10 de Novembro de 1969, aquando do patrulhamento fluvial no rio a 500 metros da fazenda do Cahinge (Calomboloca), vítima de ferimentos em combate.

 

Está sepultado no cemitério do Monte da Caparica, concelho de Almada.

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo