.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Livros

António Delfim Simões de Oliveira Marques, Coronel de Infantaria 'Comando'

 

"Pouco se fala hoje em dia nestas coisas mas é bom que para preservação do nosso orgulho como Portugueses, elas não se esqueçam"

Barata da Silva, Vice-Comodoro

 

HONRA E GLÓRIA

Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

 

Ant-nio-Delfim-Sim-es-de-Oliveira-Marques-450

 

António Delfim Simões

de Oliveira Marques

 

Coronel de Infantaria 'Comando'

na situação de reforma

 

Comandante da

Companhia de Caçadores 1490

Batalhão de Caçadores 1874

«RES NON VERBA»

 

Comandante da

Companhia de Instrução

Centro de Instrução de Comandos

«A SORTE PROTEGE OS AUDAZES»

 

Comandante da

12.ª Companhia de Comandos

«A SORTE PROTEGE OS AUDAZES»

 

 

Comandante da

20.ª Companhia de Comandos

«A SORTE PROTEGE OS AUDAZES»

 

Medalha de Prata de Valor Militar com palma

 

Cruz de Guerra, colectiva, 1.ª classe

 

Medalha de Mérito Militar de 3ª classe

 

Medalha de Promoção por Distinção

 

Prémio Governador-Geral de Angola

 

Medalhas

 

-----------------------------------------------------------------

 

Brevíssima resenha castrense

 

António Delfim Simões de Oliveira Marques, Coronel na situação de reforma, nascido no ano de 1939.


No final do ano lectivo 1961/62 da Academia Militar, Cadete-Aluno do curso de infantaria, colocado na Escola Prática de Infantaria (EPI - Mafra) «AD UNUM» para efeitos de tirocínio;


Em 1 de Outubro de 1962 promovido a Aspirante-a-Oficial;

 

Em 16 de Agosto de 1963 promovido a Alferes (com antiguidade a 1 de Novembro de 1963);


Em 7 de Outubro de 1963 inicia no Centro Militar de Educação Física, Equitação e Desportos (CMEFED-Mafra) «CORPUS MENTIS SERVUS» o curso de educação física militar;


Em 4 de Abril de 1964 qualificado como instrutor de educação física militar;


Fort-BenningEm 1964 conclui, por correspondência, o curso de operações psicológicas da Escola de Operações Especiais dos Estados Unidos da América;


Em 1965 frequenta com aproveitamento em Fort Benning (Geórgia), o curso de Ranger's da Escola de Infantaria do Exército dos Estados Unidos da América, com estágio na Divisão 101 em Fort Fort-CampbellCampbell (Kentucky);

 

Em 22 de Janeiro de 1966, tendo sido mobilizado pelo Regimento de Infantaria 1 (RI1 - Amadora) para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola, embarca em Lisboa no NTT 'Niassa' rumo a Cabinda, como tenente comandante da Companhia de Caçadores 1490 do Batalhão de Caçadores 1874 Fort-Bragg(CCac1490/BCac1874);


Em 16 de Agosto de 1966 promovido a capitão;


Durante o 2º semestre de 1966 conclui, por correspondência, o curso de operações de contra-insurreição ministrado em Fort Bragg (North Carolina);

CICmds
Em 15 de Março de 1967 transferido para o Centro de Instrução de Comandos (CIC - Luanda);


De Maio a Julho de 1967 frequenta o 6º curso de comandos;


De Setembro a Novembro de 1967 exerce funções de comandante da Companhia de Instrução do Centro de Instrução de Comandos (CIC - Luanda);


12-CCmds-280De Fevereiro a Junho de 1968 desempenha o cargo de oficial de operações da Operação 'Nova Luz';


Medalha-de-M-rito-Militar-2No final de Outubro de 1968 segue com o Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA) para a cidade do Luso;


Em meados de Novembro de 1968 assume o comando da 12.ª Companhia de Comandos (12ªCCmds);


Em 20 de Maio de 1969 agraciado com a
Medalha de Mérito Militar de 3ª classe;


20-CCmds-350Em 12 de Agosto de 1969 assume na Zona Militar Leste da Região Militar de Angola (ZML/RMA) o comando da 20.ª Companhia de Comandos (20ªCCmds).


00AngolaDe Agosto a Outubro de 1969 integra as operações do primeiro "Agrupamento de Comandos Siroco" na região leste de Angola;


Ainda no ano de 1969, agraciado com o
Prémio Governador-Geral de Angola;


Em 13 de Março de 1970 a continuidade da sua comissão de serviço na Região Militar de Angola, a seu pedido passa à situação de comissão por oferecimento;


De Julho a Outubro de 1970 integra as operações do segundo "Agrupamento de Comandos Siroco" na região leste de Angola;


Na 1ª semana de Janeiro de 1971 integra no norte de Angola o Agrupamento Mistral e comanda a Operação 'Golpe ao Flanco';


Em 23 de Abril de 1971, no final de outra operação «a norte de Vila Pimpa já perto do rio Loje», gravemente ferido pela deflagração de mina antipessoal, que lhe causa decepação do pé esquerdo, sendo helievacuado para o Hospital Militar 124 (HM124 - Luanda) e posteriormente para o Hospital Militar Principal (HMP - Estrela);


CICmdsEm 3 de Janeiro de 1972, «por ter sido julgado apto para os serviços condicionados», regressa a Luanda e fica colocado na 2.ª Repartição do Comando-Chefe das Forças Armadas de Angola (2ªRep/CCFAA);


Em Abril de 1972 transferido para o Centro de Instrução de Comandos (CIC - Luanda), a fim de exercer funções como director de instrução para o 24º curso de comandos;


Em 27 de Maio de 1972 agraciado com a Medalha de Prata de Valor Militar com palma.

Em Julho de 1972 segue para a cidade do Luso com a Companhia de Instrução do Centro de Instrução de Comandos (CI/CIC), supervisionando algumas operações do terceiro "Agrupamento de Comandos Siroco" na região leste de Angola;


Em 22 de Outubro de 1972 passa a exercer funções de Oficial de Informações e Operações do Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA);


Medalha-de-Promo-o-por-Distin-o-1Em 25 de Julho de 1973 promovido a major por distinção, considerando que...


- «
Nas comissões militares que cumpriu no ultramar, sempre manifestou elevadas e invulgares qualidades de combatente, materializadas pela prática de feitos de alto valor, não só individualmente mas também no comando de tropas;


Considerando que às perfeitas virtudes cívicas e militares alia elevados dotes de comando, factores estes que o creditam como chefe de 'elite' e superior sob cujas ordens se deseja servir, constituindo sempre exemplo para os seus subordinados, mesmo nas situações mais difíceis, mesmo aquela em que, em combate, ficou com um pé decepado;


Considerando que pelos factos apontados merece, conforme o reconhece o Conselho Superior do Exército, ser promovido ao posto imediato, por distinção.
»


Em Março de 1974 cessa todas as funções no Centro de Instrução de Comandos da Região Militar de Angola (CIC/RMA), sendo colocado em Luanda no gabinete do secretário-geral de Angola;


Em 15 de Junho de 1974 regressa definitivamente à Metrópole.


Em 14 de Novembro de 1975 co-fundador da Associação de Comandos.


Actualmente (31Jan2020), coronel na situação de reforma.

     

Ant-nio-Delfim-Sim-es-de-Oliveira-Marques-920
 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo