.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Condecorações

António João Matos de Castro Rodrigues, Soldado Condutor, n.º 01433964, da CArt1404/BArt1852

 

"Pouco se fala hoje em dia nestas coisas mas é bom que para preservação do nosso orgulho como Portugueses, elas não se esqueçam"

 

Barata da Silva, Vice-Comodoro

 

HONRA E GLÓRIA

 

 

 

bito-CArt1404-1-350António João Matos de Castro Rodrigues

 

Soldado Condutor Auto Rodas, n.º 01433964

 

Companhia de Artilharia 1404

 

Batalhão de Artilharia 1852

«OUSAMOS»

«AS ARMAS E OS BARÕES ASSINALADOS»

 

Angola: 31Ago1965 a 06Jan1967 (data do falecimento)

 

Cruz de Guerra de 4.ª classe

(Título póstumo)

 

Louvor Individual

(Título póstumo)

 

António João Matos de Castro Rodrigues, Soldado Condutor Auto Rodas, n.º 01433964, natural da freguesia de Valadares, concelho de Vila Nova de Gaia, filho de António Jorge Castro Rodrigues e de Marília Elisa Oliveira Matos, solteiro;


RACMobilizado pelo Regimento de Artilharia de Costa (RAC – Oeiras) «MOSTRANDO A RUDA FORÇA QUE SE ESTIMA» para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola;


CArt1404-1No dia 21 de Agosto de 1965, na Gare Marítima da Rocha do Conde de Óbidos, em Lisboa, embarca no NTT ‘Vera Cruz’, integrado na Companhia de Artilharia 1404 do Batalhão de Artilharia BArt18521852 «AS ARMAS E OS BARÕES ASSINALADOS» - «OUSAMOS», rumo ao porto de Luanda, onde desembarca no dia 31 de Agosto de 1965;


A sua subunidade de artilharia, comandada pelo Capitão de Artilharia José Maria de Azevedo Mendes Seabra, foi colocada em Canga;


Faleceu no dia 6 de Janeiro de 1967, na estrada Lucossa – Canga, junto ao rio Canga, em consequência de ferimentos em combate;


Está inumado no cemitério da freguesia de Valadares, concelho de Vila Nova de Gaia.


Paz à sua Alma.


Louvado, a título póstumo, por feitos em combate na Província Ultramarina de Angola, publicado na Ordem de Serviço n.º 46, de 09 de Junho de 1967, do Quartel-General da Região Militar de Angola;


Agraciado com a Medalha da Cruz de Guerra de 4.ª classe, a título póstumo, pela Portaria de 8 de Agosto de 1967, publicada na Ordem do Exército n.º 24 – 3.ª série, de 1967.

----------------------

Cruz de Guerra de 4.ª classe

(Título póstumo)

 

CG-4-Classe-700Soldado, condutor auto, n.º 1758/64

(n.º mecanográfico 01433964)
ANTÓNIO JOÃO MATOS DE CASTRO RODRIGUES
 

CArt1404/BArt1852 - RAC
ANGOLA
 

4.ª CLASSE (Título póstumo)


Transcrição da Portaria publicada na Ordem do Exército n.º 24 – 3.ª série, de 1967.


Por Portaria de 08 de Agosto de 1967:


Manda o Governo da República Portuguesa, pelo Ministro do Exército, condecorar com a Cruz de Guerra de 4.ª classe, a título póstumo, ao abrigo dos artigos 9.º e 10.º° do Regulamento da Medalha Militar, de 28 de Maio de 1946, por serviços prestados em acções de combate na Província de Angola, o Soldado n.º 1758/64, António João Matos de Castro Rodrigues, da Companhia de Artilharia n.º 1404 do Batalhão de Artilharia n.º 1852 - Regimento de Artilharia de Costa.


Transcrição do louvor que originou a condecoração.


(Publicado na Ordem de Serviço n.º 46, de 09 de Junho de 1967, do Quartel-General da Região Militar de Angola):


Louvado, a título póstumo, o Soldado condutor auto, n.º 1758/64 (n.º mecanográfico 01433964), António João Matos de Castro Rodrigues, porque durante o tempo em que serviu nesta Subunidade, demonstrou ser um militar disciplinado, correcto, aprumado, muito prestável e possuidor de notáveis qualidades militares e do melhor espirito de bem cumprir.


No dia 6 de Janeiro de 1967, durante uma violenta emboscada inimiga, apesar de atingido gravemente com um tiro fez ainda frente ao inimigo com a sua arma até falecer momentos depois, novamente atingido com um segundo tiro na cabeça.


Em todos deixou viva saudade, pois mercê das suas qualidades de lealdade, dedicação e elevado espírito de camaradagem, aliadas a uma boa educação e correcção de procedimento, tinha granjeado a melhor consideração, estima, confiança e amizade, tanto dos seus superiores, como dos camaradas.

 

 

bito-CArt1404-1-800
 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo