.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Condecorações

José Augusto Paiva Machado, 1.º Cabo Auxiliar de Enfermeiro, da CCac1548/BCac1887

 

  "Pouco se fala hoje em dia nestas coisas mas é bom que para preservação do nosso orgulho como Portugueses, elas não se esqueçam"

 

Barata da Silva, Vice-Comodoro

 

HONRA E GLÓRIA  

 

 

 

Jos-Augusto-Paiva-Machado-350José Augusto Paiva Machado

 

1.º Cabo Auxiliar de Enfermeiro, n.º 09116865

 

Companhia de Caçadores 1548

«BOINAS CASTANHAS»

«OUSO»

 

Batalhão de Caçadores 1887

«AUDÁCIA FIRMEZA LEALDADE»

 

Guiné: 13Mai1966 a 25Jan1968

 

 

Cruz de Guerra de 3.ª classe

 

Louvor Individual

 

Prémio Governador da Guiné

 

 

José Augusto Paiva Machado, 1.º Cabo Auxiliar de Enfermeiro, n.º 09116865, nascido na freguesia da Maia, concelho de Ribeira Grande, Ilha de São Miguel, Açores;


RI1Mobilizado pelo Regimento de Infantaria 1 (RI1 - Amadora) «UBI GLORIA OMNE PERICULUM DULCE» para servir Portugal na Província Ultramarina da Guiné;


CCac1548No dia 7 de Maio de 1966, na Gare Marítima da Rocha do Conde de Óbidos, em Lisboa, embarca no NTT ‘Uíge’, integrado na Companhia de Caçadores 1548 (CCac1548) «BOINAS CASTANHAS» - «OUSO» do Batalhão de Caçadores 1887 (BCac1887) «AUDÁCIA FIRMEZA LEALDADE», rumo ao estuário do BCac1887Geba (Bissau), onde desembarca no dia 13 de Maio de 1966;


BCav790A sua subunidade de infantaria, comandada pelo Capitão Mil.º de Infantaria Joaquim António Alcalde de Freitas, seguiu em 22 de Maio de 1966 para Teixeira Pinto, a fim de efectuar instrução de adaptação operacional sob orientação do Batalhão de Cavalaria 790 (BCav790) «SINE SANGUINE NON EST VICTORIA»; em 28 de Maio BCac1877de 1966, por criação temporária do Sector O1-A, foi atribuída ao Batalhão de Caçadores 1877 (BCac1877) «FIRMES E CONSTANTES», com vista à actuação em várias operações realizadas nas regiões de Churo, CArt732Caboiana e Bianga, mantendo-se em Teixeira Pinto, e deslocando um pelotão para Pelundo; em 9 de Junho de 1966, substituiu a Companhia de Caçadores 1500 (CCac1500) do Batalhão de Caçadores 1877 (BCac1877) «FIRMES E CONSTANTES» em Cacheu, destacando ainda outro BArt733pelotão para Bachile, recolhendo a Bissau após extinção do Sector O1-A, em 30 de Junho de 1966; em 16 de Julho de 1966, rendendo a Companhia de Artilharia 732 (CArt732) do Batalhão de Artilharia 733 (BArt733) «VALOROSOS, AUDAZES, CORAJOSOS», assumiu a CCac1789responsabilidade do subsector de Cuntima, ficando BCac1932então integrada no dispositivo e manobra do seu batalhão; em 13 de Janeiro de 1967, foi rendida no subsector de Cuntima pela Companhia de Caçadores 1789 (CCac1789) «DRAGÕES DO MONTE» do Batalhão de Caçadores 1932 (BCac1932) «VONTADE E VALOR» e recolheu seguidamente a Bissau, a fim de aguardar o embarque de regresso.


Louvado por feitos em combate na Província Ultramarina da Guiné, publicado na Ordem 00-Guin-czde Serviço n.º 22, de 11 de Maio de 1967, do Quartel-General do Comando Territorial Independente da Guiné;


Distinguido com o Prémio Governador da Guiné, publicado no Jornal do Exército n.º 98, página 30, de
Fevereiro de 1968;


No dia 25 de Janeiro de 1968, embarca no NTT ‘Quanza’ de regresso à Metrópole, onde desembarca no dia 4 de Fevereiro de 1968;


Agraciado com a Medalha da Cruz de Guerra de 3.ª classe, pela Portaria de 30 de Janeiro de 1968, publicada na Ordem do Exército n.º 6 – 3.ª série, de 1968;


No dia 10 de Junho de 1969, é condecorado com a Medalha da Cruz de Guerra de 3.ª classe, perante as Forças Armadas Portuguesas reunidas em parada na Praça Gonçalo Velho, em Ponta Delgada (Diário dos Açores, n.º 7137, 10 de Junho de 1969).
 

----------------------

 

Cruz de Guerra de 3.ª classe

 

CG-3-Classe-7001.º Cabo Auxiliar de Enfermeiro, n.º 09116865
JOSÉ AUGUSTO PAIVA MACHADO
 

CCac1548/BCac1887 - RI1
GUINÉ


3.ª CLASSE


Transcrição da Portaria publicada na Ordem do Exército n.º 6 – 3.ª série, de 1968.


Por Portaria de 30 de Janeiro de 1968:


Manda o Governo da República Portuguesa, pelo Ministro do Exército, condecorar com a Cruz de Guerra de 3.ª classe, ao abrigo dos artigos 9.º e 10.º do Regulamento da Medalha Militar, de 28 de Maio de 1946, por serviços prestados em acções de combate na Província da Guiné Portuguesa:


O 1.º Cabo Auxiliar de Enfermeiro, n.º 09116865, José Augusto Paiva Machado, da Companhia de Caçadores n.º 1548 do Batalhão de Caçadores n.º 1887 - Regimento de Infantaria n.º 1.


Transcrição do louvor que originou a condecoração.


(Publicado na Ordem de Serviço n.º 22, de 11 de Maio de 1967, do Quartel-General do Comando Territorial Independente da Guiné):


Louvo o 1.ºCabo Auxiliar de Enfermeiro, José Augusto Paiva Machado, da Companhia de Caçadores n.º 1548 do Batalhão de Caçadores n.º 1887, porque no dia 24 de Março de 1967, durante a Operação "Castro", demonstrou grande espírito de sacrifício e abnegação, quando por duas vezes debaixo de fogo e com risco da própria vida, não poupou esforços para, em tempo mínimo, tratar alguns feridos graves e ligeiros, de tal forma se havendo que todos conseguiram chegar vivos ao aquartelamento e em condições de serem evacuados.
 

 Jos-Augusto-Paiva-Machado-920

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo