.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Falecimento

Humberto Trigo de Bordalo Xavier, Major na situação de reforma

 

Nota de óbito

Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

 

Faleceu no dia 13 de Fevereiro de 2024 o veterano

 

 Humberto-Trigo-de-Bordal-Xavier-350

 

Humberto Trigo de Bordalo Xavier

 

Major na situação de reforma

 

Angola: Ago1965 a Nov1967:

 

Comandante da

1.ª Companhia de Caçadores Indígena

Batalhão de Caçadores 3 «MANERE AC VINCERE»

Região Militar de Angola «CONSTANTE E FIEL»

«AO DURO SACRIFÍCIO SE OFERECE»

 

Comandante da

3.ª Companhia de Caçadores Indígena

Batalhão de Caçadores 3 «MANERE AC VINCERE»

Região Militar de Angola «CONSTANTE E FIEL»

«AO DURO SACRIFÍCIO SE OFERECE»

 

Guiné: Abr1971 a 22Fev1973:

 

Comandante da

Companhia de Artilharia 3359 «OS PICADORES»

Batalhão de Artilharia 3844«BRAVOS E SEMPRE LEAIS»

 

Comandante da

Companhia de Caçadores 12

Comando Territorial Independente da Guiné «A LEI DA VIDA ETERNA DILATANDO»

 «CORAGEM E LEALDADE»

 

Comandante da

Companhia de Caçadores 14

Comando Territorial Independente da Guiné «A LEI DA VIDA ETERNA DILATANDO»

 «CORAGEM E LEALDADE»

 

Humberto Trigo de Bordalo Xavier, Major na situação de reforma, nascido no dia 3 de Maio de 1935, em Lamego;


RI13-280Em 1 de Novembro de 1958, promovido a Alferes Miliciano de Infantaria;


Em 27 de Setembro de 196, promovido a Tenente Miliciano colocado no Regimento de Infantaria 13 (RI13 - Vila Real) «ALEO» - «NEM UM PASSO P'RA CIOERETAGUARDA» (com antiguidade a 1 de Dezembro de 1961);


De 15 de Fevereiro a 20 de Março de 1965, com o curso de operações especiais, frequenta como instrutor o estágio de contra-insurreição E1 no Centro de Instrução de Operações Especiais (CIOE – Lamego) «QUE OS MUITOS, POR SEREM POUCOS, NÃO TEMAMOS»;


RMAEm 31 de Agosto de 1965, tendo sido mobilizado em rendição individual para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola, embarca em Lisboa no NTT 'Vera Cruz' rumo ao porto de Luanda, como Capitão Miliciano Graduado de Infantaria destinado a comandar a 1.ª Companhia de Caçadores Indígena (1ªCCacI) do BC3-RMABatalhão de Caçadores 3 (BC3) «MANERE AC VINCERE», da Região Militar de Angola (RMA) «CONSTANTE E FIEL» - «AO DURO SACRIFÍCIO SE OFERECE», aquartelada na cidade de Carmona;


Em 20 de Setembro de 1966, promovido a Capitão Miliciano, transferido para a 3.ª Companhia de Caçadores Indígena (3ªCCacI) do Batalhão de Caçadores 3 (BC3) «MANERE AC VINCERE», da Região Militar de Angola (RMA) «CONSTANTE E FIEL» - «AO DURO SACRIFÍCIO SE OFERECE» aquartelada em São Salvador do Congo;


CIOEEm 20 de Novembro de 1967 regressa à Metrópole e fica colocado no Centro de Instrução de Operações Especiais (CIOE – Lamego) «QUE OS MUITOS, POR SEREM POUCOS, NÃO TEMAMOS»;


De 19 de Fevereiro a 16 de Março de 1968, frequenta como instrutor o estágio de contra-insurreição E1 no EPICentro de Instrução de Operações Especiais (CIOE – Lamego) «QUE OS MUITOS, POR SEREM POUCOS, NÃO TEMAMOS»;


Em 1970, conclui na Escola Prática de Infantaria (EPI - Mafra) «AD UNUM» o curso para o quadro especial de oficiais;


De 16 a 26 de Novembro de 1970, frequenta no Centro de Instrução de Operações Especiais (CIOE – Lamego) «QUE OS MUITOS, POR SEREM POUCOS, NÃO TEMAMOS» o estágio de actualização sobre o Ultramar EAU 7/70;


RAP2Em 31 de Março de 1971, Capitão do Quadro Especial de Oficiais, com o curso de operações especiais, tendo sido mobilizado pelo Regimento de Artilharia Pesada 2 CArt3359(RAP2 – Vila Nova de Gaia) «BRAVOS E SEMPRE LEAIS» para servir Portugal na Província Ultramarina da Guiné, embarca em Lisboa no NTT 'Niassa' rumo ao estuário do Geba, como comandante da Companhia de Artilharia 3359 (CArt3359) «OS PICADORES» do BArt3844Batalhão de Artilharia 3844 (BArt3844) «BRAVOS E SEMPRE LEAIS»;


No início de Janeiro de 1972, transferido para a CCac12-GCompanhia de Caçadores 12 (CCac12) do Comando Territorial Independente da Guiné (CTIG) «A LEI DA VIDA ETERNA DILATANDO» - «CORAGEM E LEALDADE», aquartelada em Bambadinca;


CCac14No início de Janeiro de 1973 transferido para a Companhia de Caçadores 14 do Comando Territorial Independente da Guiné (CTIG) «A LEI DA VIDA ETERNA DILATANDO» - «CORAGEM E LEALDADE» aquartelada em Cuntima;


CIOEEm 22 de Fevereiro de 1973, regressa à Metrópole;


Em 15 de Março de 1973, colocado no Centro de Instrução de Operações Especiais (CIOE – Lamego) «QUE OS MUITOS, POR SEREM POUCOS, NÃO TEMAMOS» como chefe do gabinete de estudos;


BC9-PortugalDe 21 de Maio a 2 de Junho de 1973, frequenta o estágio para oficiais de segurança;


Em 12 de Julho de 1974 transferido para o Batalhão de EFS-1Caçadores 9 (BC9 - Viana do Castelo) «TEM-SE DISTINGUIDO SEMPRE»;


Em 1 de Agosto de 1975, transferido para a Escola de Formação de Sargentos (EFS) «QUE OS MUITOS, POR SEREM POUCOS, NÃO TEMAMOS»;


Em 30 de Setembro de 1981, promovido a Major.


Na condição de oficial na reserva, exerceu funções de comandante da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lamego.


Faleceu no dia 13 de Fevereiro de 2024 em Lamego, major na situação de reforma.


Paz à sua Alma.

 

 Nota-de-bito-da-funer-ria

 

 Humberto-Trigo-de-Bordal-Xavier-920

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo