.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Condecorações

Joaquim Rodrigo Gonçalves, Soldado de Cavalaria, n.º 1510/61, da CCav351/BCav350

 

"Pouco se fala hoje em dia nestas coisas mas é bom que para preservação do nosso orgulho como Portugueses, elas não se esqueçam"

 

Barata da Silva, Vice-Comodoro

 

HONRA E GLÓRIA  

 

 

Joaquim-Rodrigo-Gon-alves-350CG-3-Classe-350Joaquim Rodrigo Gonçalves

 

Soldado de Cavalaria, n.º 1510/61

 

Companhia de Cavalaria 351

 

Batalhão de Cavalaria 350

«GATOS BRAVOS

«NA GUERRA CONDUTA MAIS BRILHANTE»

 

Angola: 24Jan1962 a 24Mar1964

 

Cruz de Guerra de 3.ª classe

 

Louvor Individual e 3 Louvores Colectivos

 

Para visualização dos conteúdos clique nos sublinhados existentes no texto que se segue:

 

Joaquim Rodrigo Gonçalves, Soldado de Cavalaria, n.º 1510/61;


RC3-2Mobilizado pelo Regimento de Cavalaria 3 (RC3 – Estremoz) «DRAGÕES DE OLIVENÇA» - «…NA GUERRA CONDUTA MAIS BRILHANTE» para servir Portugal na Província Ultramarina de Angola;


No dia 12 de Janeiro de 1962, na Gare Marítima da Rocha do Conde de Óbidos, em Lisboa, embarcou no CCav351-280NTT ‘Niassa’, integrado na Companhia de Cavalaria 351 (CCav351) do Batalhão de Cavalaria 350 (BCav350) «GATOS BRAVOS» - «NA GUERRA CONDUTA MAIS BRILHANTE», rumo ao porto de Luanda, onde desembarcou no dia 24 de Janeiro de 1962;


BCav350-280A sua subunidade de cavalaria, comandada pelo Capitão de Cavalaria Joaquim Rodrigo Nest Arnault Pombeiro, ficou aquartelada em Luanda; em Março de 1962 foi colocada em Mucondo, depois, sucessivamente, em Quissacala, em Julho de 1962; em Balacende, em Setembro de 1962; regressou a Mucondo, em Novembro de 1962; em Novo Redondo, em Abril de 1963; em Santa Comba, em Junho de 1963, onde se manteve até regressar à Metrópole;


Louvor Colectivo – Companhia de Cavalaria 351 – publicado na Ordem de Serviço n.º 51, de 20 de Fevereiro de 1963, do Batalhão de Cavalaria 350 e na Revista da Cavalaria do ano de 1963. Página 154;

 

Louvado por feitos em combate no teatro de operações de Angola, por despacho do General Comandante da Região Militar de Angola, de 13 de Abril de 1963, publicado na Ordem de Serviço n.º 34, de 26 do mesmo mês e ano do Quartel General da Região Militar CG-3-Classe-350de Angola, na Ordem de Serviço n.º 123, do Batalhão de Cavalaria n.º 350, de 3 de Maio de 1963, e na Revista da Cavalaria do ano de 1963, páginas 98 e 99;

 

Louvor Colectivo - Batalhão de Cavalaria 350 - publicado na Ordem de Serviço n.º 72, de 17 de Junho de 1963, do Comando de Agrupamento 3 (CmdAgr3), cujo teor consta no texto "Exemplo de Bem Servir", da autoria do Brigadeiro Manuel Ferreira PEIXOTO DA SILVA, comandante daquele Agrupamento, publicado na Revista da Cavalaria do ano de 1963, páginas 14 a 19;


Agraciado com a Medalha da Cruz de Guerra de 3.ª classe, pela Portaria de 2 de Julho de 1963, publicada na Ordem do Exército n.º 21 – 3.ª série, de 3 de Julho de 1963;


Louvor Colectivo – Batalhão de Cavalaria 350 – publicado na Ordem de Serviço n.º 77, do Batalhão de Cavalaria 350, de 17 de Março de 1964 e na Revista da Cavalaria do ano de 1964, página 91;


No dia 24 de Março de 1964, embarcou no NTT ‘Vera Cruz’ de regresso à Metrópole, onde desembarcou no dia 1 de Abril de 1964.

 

----------------
Louvor Colectivo


CCav351-280
Companhia de Cavalaria 351


(Ordem de Serviço n.º 51, de 20 de Fevereiro de 1963, do Batalhão de Cavalaria 350)


É com grande orgulho que Louvo a Companhia de Cavalaria n.º 351, deste Batalhão, pelo esforço operacional desenvolvido durante cerca de um ano em que infligiu pesadas baixas ao inimigo, mantendo-o numa insegurança permanente, fruto da acção clarividente e impulsionadora do seu Comandante [Capitão de Cavalaria Joaquim Rodrigo Nest Arnault Pombeiro] e do seu colaborador directo Tenente Miliciano de Cavalaria Álvaro Manuel Alves Cardoso, da grande generosidade, agressividade e elevado espírito de sacrifício dos graduados e soldados.


Esta subunidade, com uma coesão perfeita, grande amizade entre comando e subordinados, fundamental na guerra que nos foi imposta, forte e aguerrido espírito militar, tem bem cumprido a sua missão de soberania e intransigente defesa do solo Pátrio.


Pelo esforço e sacrifício desenvolvido por oficiais, sargentos e soldados, bem merecem os homens da Companhia de Cavalaria n.º 351 a gratidão da Pátria.


(in Revista da Cavalaria do ano de 1963, página 154)
 

----------------
 

Cruz de Guerra de 3.ª classe

 

CG-3-Classe-700Soldado de Cavalaria, n.º 1510/61
JOAQUIM RODRIGO GONÇALVES
 

CCav351/BCav350 - RC3
ANGOLA
 

3.ª CLASSE
 

Transcrição da Portaria publicada na Ordem do Exército n.º 21 – 3.ª série, de 3 de Julho de 1963.


Por Portaria de 02 de Julho de 1963:


Manda o Governo da República Portuguesa, pelo Ministro do Exército, condecorar com a Cruz de Guerra de 3.ª classe, ao abrigo dos artigos 9.º e 10.º do Regulamento da Medalha Militar, de 28 de Maio de 1946, por serviços prestados em acções de combate na Província de Angola, o Soldado n.º 1510/61, Joaquim Rodrigo Gonçalves, da Companhia de Cavalaria n.º 351 do Batalhão de Cavalaria n.º 350 - Regimento de Cavalaria n.º 3.


Transcrição do louvor que originou a condecoração.


(Por despacho de 13 de Abril de 1963, do General Comandante da Região Militar de Angola, publicado na Ordem de Serviço n.º 34, de 26 do mesmo mês e ano do Quartel General da Região Militar de Angola e na Ordem de Serviço n.º 123, do Batalhão de Cavalaria n.º 350):


Louvo o Soldado n.º 1510/61, Joaquim Rodrigo Gonçalves, da Companhia de Cavalaria n.º 351 do Batalhão de Cavalaria n.º 350, por, durante o ataque sofrido por uma coluna da sua Unidade em 15 de Fevereiro do corrente ano, se ter oferecido voluntariamente para trazer o corpo do Alferes Joaquim José Machado Ferrão, morto em combate, para o que teve de percorrer, sob violento tiroteio inimigo e fazendo sempre fogo, a fim de proteger o seu Comandante de Companhia [Capitão de Cavalaria Joaquim Rodrigo Nest Arnaut Pombeiro], cerca de 50 metros em terreno descoberto.


Revelou, além de grande presença de espírito, extraordinária decisão, coragem e lealdade.
 

----------------
 

Notícia: 12Jan1962 - Embarque do BCav350 para Angola

 

Partida do NTT "Niassa" com destino à Província Ultramarina de Angola (Diário de Lisboa, n.º 14038, de 12Jan1962):

 

 DL14038-pag9-12-Jan1962

 

---------------

 

Notícia: 01Abr1964 - Desembarque do BCav350, em Lisboa

 

Chegada do NTT "Vera Cruz" à Gare Marítima da Rocha do Conde Óbidos (Diário de Lisboa, n.º 14833, de 01Abr1964):

 

 

 DL14833-pag9-01-Abr1964

 

 Joaquim-Rodrigo-Gon-alves-920

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo