.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

 

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Condecorações

José Cardoso dos Reis, Furriel Mil.º de Infantaria, da CCac1560/BCac1891: Cruz de Guerra de 3.ª classe

 

  "Pouco se fala hoje em dia nestas coisas mas é bom que para preservação do nosso orgulho como Portugueses, elas não se esqueçam"

 

Barata da Silva, Vice-Comodoro

 

HONRA E GLÓRIA  

 

 

Jos-Cardoso-dos-Reis-350José Cardoso dos Reis

 

Furriel Mil.º de Infantaria

 

Companhia de Caçadores 1560 «LEOPARDOS»

 

Batalhão de Caçadores 1891 «LEAIS E VALOROSOS»

 

Moçambique: 21Mai1966 a 16Ago1968

 

Cruz de Guerra de 3.ª classe

 

Louvor Individual

 

José Cardoso dos Reis, Furriel Mil.º de Infantaria, natural da freguesia de Cortegaça, concelho de Ovar;


RI16-280Mobilizado pelo Regimento de Infantaria 16 (RI16 - Évora) «CONDUTA BRAVA E EM TUDO DISTINTA» para servir Portugal na Província Ultramarina de Moçambique;


No dia 30 de Abril de 1966, na Gare Marítima da Rocha do Conde de Óbidos, em Lisboa, embarcou no NTT ‘Pátria’, integrado na Companhia de Caçadores 1560 (CCac1560) «LEOPARDOS» do Batalhão de Caçadores 1891 (BCac1891) «LEAIS E VALOROSOS», rumo ao porto de Nacala, onde desembarcou no dia 21 de Maio de 1966;


CCac689A sua subunidade de infantaria, comandada pelo Capitão Mil.º António Augusto da Costa Campinas, após o desembarque foi colocada em Gilé, onde substituiu uma secção da Companhia de Caçadores 689 (CCac689); de Maio de CCav15051966 a Janeiro de 1967, a actividade operacional, consistiu principalmente em patrulhamentos e acção educativa e BCav1879medicamentosa junto da população; em Janeiro de 1967, foi transferida, por troca com a Companhia de Cavalaria 1505 (CCav1505) do Batalhão de Cavalaria 1879 (BCav1879) «NA GUERRA CONDUTA MAIS BRILHANTE», de Gilé para Maniamba, deslocou um pelotão para Bandece; de Janeiro de 1967 a Fevereiro de 1968, efectuou entre outras, as operações: CArt2326"Alcides" (vale do rio Messinge), "Segunda Vez" (região da "Base Liconhire"), "Lisboa" (serra Macuti), BArt2838"Marretada II" (região da "Base Maniamba), "Sobe-Sobe" (serra Jus zagombe), "Alferes Ambar" (região da "Base Liconchire") e "Crepúsculo" (entre os rios Messinge, Nossi e Luavize); tomou parte nas operações "Marretada", CCav1505"Caravana I" e BCav1879"Caravana II"; em Fevereiro de 1968, foi rendida em Maniamba, pela Companhia de Artilharia 2326 (CArt2326) do Batalhão de Artilharia 2838 (BArt2838) «LOBOS» - «FORTES E ASTUTOS», regressando a Gilé, onde rendeu a Companhia de Cavalaria 1505 CCac1794(CCav1505) do Batalhão de Cavalaria 1879 (BCav1879) «NA GUERRA CONDUTA MAIS BRILHANTE»; foi rendida em Gilé, em Agosto de 1968, pela Companhia de BCac1934Caçadores 1794 (CCac1794) «OS LACRAUS» do Batalhão de Caçadores 1934 (BCac1934) «OS LAGARTOS« - «EFICIENTES E OPORTUNOS»;


Louvado por feitos em campanha no teatro de operações na Província Ultramarina de Moçambique, publicado na Ordem de Serviço n.º 25, de 27 de Maio de 1968, do Quartel-General da Região Militar de Moçambique e no Jornal do Exército n.º 140, d Agosto de 1971, página 65;


Agraciado com a Medalha da Cruz de Guerra de 3.ª classe, pela Portaria de 25 de Junho de 1968, publicada na Ordem do Exército n.º 23 – 3.ª série, de 1968;


No dia 16 de Agosto de 1968, no porto de Nacala, embarcou no NTT 'Vera Cruz' de regresso à Metrópole, onde desembarcou no dia 4 de Setembro de 1968.

 

----------------------

 

Cruz de Guerra de 3.ª classe

 

 

 

Furriel Miliciano de Infantaria
JOSÉ CARDOSO DOS REIS
 

CCac1560/BCac1891 - RI16
MOÇAMBIQUE
 

3.ª CLASSE


Transcrição da Portaria publicada na Ordem do Exército n.º 23 – 3.ª série, de 1968.
 

Por Portaria de 25 de Junho de 1968:


Manda o Governo da República Portuguesa, pelo Ministro do Exército, condecorar com a Cruz de Guerra de 3.ª classe, ao abrigo dos artigos 9.º e 10.º do Regulamento da Medalha Militar, de 28 de Maio de 1946, por serviços prestados em acções de combate na Província de Moçambique, o Furriel Miliciano de Infantaria, José Cardoso dos Reis, da Companhia de Caçadores n.º 1560 do Batalhão de Caçadores n.º 1891 - Regimento de Infantaria n.º 16.


Transcrição do louvor que originou a condecoração.


(Publicado na Ordem de Serviço n.º 25, de 27 de Maio de 1968, do Quartel General da Região Militar de Moçambique (QG/RMM):


Louvado o Furriel Mil.º de Infantaria, José Cardoso dos Reis, da Companhia de Caçadores n.º 1560 do Batalhão de Caçadores n.º 1891 - Regimento de Infantaria n.º 16, pelas invulgares qualidades de comando, coragem, sangue frio, lucidez e espírito de sacrifício debaixo de fogo, amplamente demonstradas nas inúmeras acções de combate em que tomou parte - quase todas as que foram levadas a efeito pela Companhia de Caçadores 1560 (CCac1560) - nomeadamente na Operação "Quatro Camaradas" em que, voluntariamente, se lançou com a sua Secção na primeira linha das Nossas Tropas, ao assalto das fortemente defendidas posições inimigas, embora tal lhe não competisse, tendo-se havido com extraordinária bravura. Com sério risco da própria vida debaixo de intenso fogo inimigo, que varria toda a zona descoberta que teve de atravessar, tomou ainda parte na exploração do sucesso sendo voluntariamente o último a regressar às posições de emboscada, depois de cobrir a retirada dos seus camaradas.


Na Operação "Sobe-Sobe", em que comandou uma das equipas de assalto, atacou com a sua equipa, a peito descoberto e debaixo de fogo inimigo, com sério risco da própria vida, uma posição inimiga onde se encontravam 2 Lança-Granadas Foguete (LGFog), tomando-a de assalto e pondo os elementos que a guarneciam em debandada, apesar de já ter visto o Comandante do seu Grupo de Combate cair mortalmente atingido [Alferes de Cavalaria Luís António Andrade Âmbar (Cruz de Guerra de 1.ª classe)]


Este Furriel é muito justamente considerado o melhor da Companhia de Caçadores 1560 (CCac1560) e é ainda possuidor, em elevado grau, de um espírito de missão, lealdade, camaradagem e disciplina que muito justamente são de realçar.
 

----------------------------------------------------------------

 

Jornal do Exército, ed. 140, pág. 65, de Agosto de 1971

 

FURRIEL MILICIANO DE INFANTARIA JOSÉ CARDOSO DOS REIS
MEDALHA DA CRUZ DE GUERRA DE 3.ª CLASSE

O Furriel Miliciano de Infantaria José Cardoso dos Reis foi condecorado com a medalha da Cruz de Guerra de 3.ª classe «pelas invulgares qualidades de comando amplamente demonstradas nas inúmeras acções de combate em que tomou parte em MOÇAMBIQUE.


Numa operação, com a sua secção na primeira linha das Nossas Tropas, lançou-se voluntariamente ao assalto das posições inimigas fortemente defendidas, embora não lhe competisse. Tendo-se havido com extraordinária bravura, com sério risco da própria vida, debaixo do intenso fogo inimigo que varria toda a zona descoberta que teve de atravessar. Tomou ainda parte na exploração do sucesso e foi voluntariamente o último a regressar, o que muito facilitou a manobra dos seus camaradas
».

 


 

 

 

 Jos-Cardoso-dos-Reis-920

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo