.

 

Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Memoriais

Monumentos aos Combatentes, Memoriais e Campas

 

 

Monumentos aos Combatentes e Campas

Em memória daqueles que tombaram em defesa de

Portugal na Guerra do Ultramar

 

Torre de Moncorvo

 

Para visualização dos conteúdos clique em cada um dos sublinhados

 

Listagem dos mortos naturais do concelho de Torre de Moncorvo

 

 

Torre de Moncorvo
 
10 de Junho de 2013
Informação do veterano Mário Vasconcelos
Fonte: «Farrapos de Memória»
 
Inauguração do Memorial aos Combatentes de Torre de Moncorvo
 

A 10 de Junho de 2013, passadas que são quatro décadas, é inaugurado, sob os auspícios da Câmara Municipal, em Torre de Moncorvo um memorial com os nomes dos vinte e oito jovens, naturais deste concelho, que tombaram na guerra colonial a que se atribui o balizamento extremo de 1961 e 1974.

 

Custa sempre recordar vidas ceifadas mormente as que se finam ainda no seu pleno vigor. Se isso sucede em serviço militar tendemos a apor heroicidade desde logo por que não se trata de labor ao serviço de fazenda particular e, supostamente, tal desfecho representa o coroar de um processo em que abnegação e espírito de corpo tiveram o seu lugar.

 

Os teóricos das guerras justas não têm no seu rol esta, a que se alude. Não sendo a nenhum título conveniente destrinçar entre caídos numas e noutras guerras, porquanto se obedece e as mais das vezes os decisores estão convictos da limpidez da sua causa e para ela procuram arrastar e arrastam muita gente, há que atribuir relevo à sublimação possível que nestes momentos simbólicos toma lugar dando-se de certo modo início a um outro tempo no que à matéria em causa se refere.

 

A Associação dos Deficientes das Forças Armadas fez-se representar e a Banda Filarmónica do Felgar permitiu um ecoar mais profundo tomando a vez e a voz, de alguma maneira, do silêncio dos inscritos no memorial.

 

Texto e fotografias de: Carlos Sambade

 
 
 
 
------------------------------------------------------------------------------
 
Notícia de Dez2010:
 
Não há conhecimento, no concelho de Torre de Moncorvo, da existência de algum monumento em memória dos Moncorvenses que tombaram ao serviço da Pátria, durante a Guerra do Ultramar, no entanto os seus conterrâneos não os esqueceram, tanto o é, que tal se encontra demonstrado no blogue:
 
 "Moncorvo - Farrapos de Memória"
 
in: http://lelodemoncorvo.blogspot.com/2010/12/mortos-na-guerra-do-ultramar-concelho.html
 
[...]
Lelo Brito disse...

Este, sim, é um documento histórico que a todos diz respeito. É, sem sombra de dúvida, o documento mais importante que aqui foi publicado. Pela sua importância, devia sair em todos os fóruns e blogues do concelho de Torre de Moncorvo. As noticias” importantes” saem em todos os jornais, rádios e televisões; nós só temos a internet para nos informar e é aí que a lista deve circular.

A lista é de todos ,são os nossos mortos ,os nossos filhos, irmãos ,amigos que perdemos. Muitos nem num caixão de pinho regressaram; por lá ficaram, em terra que não era a deles, longe dos seus familiares. Quem lhes leva as flores no dia de finados? Estão as campas abandonadas? O que fez a democracia que acabou com a guerra? Nada! Nem o corpo dentro de um caixão de pinho ,como diz a canção .Eram carne para canhão. Morreram jovens, sem saber porquê; só dois andaram nas universidades, muitos, vieram das nossas aldeias, onde ainda não havia água nem luz eléctrica, só conheciam as fragas da Cardanha, Lousa, Mós, Felgueras, só conheciam o Roboredo, mas nada sabiam das florestas tropicais ,das chuvas diluvianas, de terras onde não havia vinhas, oliveiras, amendoeiras. ”Que estavam eles lá a fazer?” Responderam-lhes com balas e abandono. Malditos sejam os que os levaram vivos para longe da terra dos seus pais. Malditos sejam os que os abandonaram e os deixaram ficar a milhares de quilómetros, em terra desconhecida e longe de quem os recorda com lágrimas.

[...]
 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo