Início O Autor História A Viagem Moçambique Livros Notícias Procura Encontros Imagens Mailing List Ligações Mapa do Site

 

 

Share |

Brasões, Guiões e Crachás

Siga-nos

Fórum UTW

Pesquisar no portal UTM

Portal UTW

 

 

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou nas imagens:

Listagem contendo os nomes de:

Veteranos de Guerra falecidos após o términos da sua comissão de serviço na Guerra do Ultramar, que são do conhecimento da equipa do UTW

(Actualizada em 10 de Dezembro de 2018, pelas 20H50

PM

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou nas imagens:

Imagens do encontro:

5.º Convívio Natal das Várias de Gerações Lanceiros

Polícia do Exército / Polícia Militar

Realizado no dia 8 de Dezembro de 2018, na Penha (Guimarães)

 
 08-Dez2018-Guimaraes-03-red
 Manuel-Santos-Realista-CCac551-250

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou nas imagens:

Nota de óbito: Faleceu no dia 10 de Dezembro de 2018, o veterano

Manuel Joaquim Santos Realista

Serviu Portugal na Província Ultramarina de Angola, no enclave de Cabinda, integrado na CCac551/BCac554, no período de 1Dez1963 a 25Mar1966

Que a sua Alma descanse em Paz

 CCac551-vd

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou nas imagens:

Livro:

"Testamento de um Miliciano - A Guerra de África vivida por um Oficial Fascista"
autor: Luís Fernandes

Capitão (graduado), comandante do destacamento dos Grupos Especiais Pára-quedistas, em Moçambique

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou nas imagens:

HONRA E GLÓRIA:

Augusto Rodrigues da Silva

1.º Cabo de Infantaria, n.º 19643969

Cruz de Guerra, de 4.ª classe

Serviu Portugal na Província Ultramarina de Moçambique integrado na Companhia de Caçadores 2621 do Batalhão de Caçadores 2894 «AUDÁCIA PARA VENCER», no período de 23Nov1969 a Jan1972

«...Foi de muito realce a sua acção em 13 de Fevereiro de 1971, quando toda a Companhia se deslocava em coluna auto e um grupo inimigo desencadeou uma emboscada com intenso fogo. O 1.º Cabo Silva, que seguia na primeira viatura, apesar de ferido por estilhaços de granadas lançadas pelo inimigo, protegeu com o seu fogo todos os outros feridos que já não podiam reagir e se encontravam junto de si....»

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou nas imagens:

HONRA E GLÓRIA:

José Manuel

Soldado de Infantaria, n.º 2621/63

Cruz de Guerra, de 3.ª classe

Serviu Portugal na Província Ultramarina de Moçambique integrado na Companhia de Caçadores 613, no período de 20Fev1964 a 05Jun1966.

«...Sob o fogo dos bandoleiros, procurou socorrer os feridos, retirando um deles debaixo do rodado da viatura e ao ver que mais elementos se aproximavam, ...»

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou nas imagens:

Trabalho:

«Sequestrado e Entregue ao Inimigo"

autoria: J C Abreu dos Santos

«... Claro que Luís Fernandes não teve direito a advogado e chegaram a permitir que o desertor, em nome da FRELIMO tivesse a veleidade de o interrogar. Recusou. Em território português, dentro de um estabelecimento militar do nosso Exército, Luís Fernandes ficou guardado por dois guerrilheiros da Frelimo que empunhavam as suas “kalashs”. [...] Considerado na época “homem de confiança” do MFA em Moçambique, o capitão Camilo interrogou longamente Luís Fernandes: “Ele não me ameaçou propriamente com maus tratos físicos mas deixou entender, para quem não fosse desprovido de imaginação, que o tratamento dado pela Frelimo não seria o previsto na Declaração ...»

 Jo-o-Manuel-Medeiros-Lopes

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou na imagem:

Nota de óbito: Faleceu, no dia 02Dez2018, o veterano

João Manuel Medeiros Lopes

1.º Cabo Atirador de Infantaria

Serviu Portugal na Província Ultramarina de Angola integrado na 3.ª Companhia do Batalhão de Caçadores 4810/74/BII18 «SERENIDADE - GENEROSIDADE», no período de Novembro de 1974 a Outubro de 1975. Que a sua Alma descanse em Paz.

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou nas imagens:

HONRA E GLÓRIA e nota de óbito

Faleceu durante a manhã do dia 30Nov2018 no Hospital das Forças Armadas, o veterano

José dos Santos Carreto Curto

Tenente-General, na situação de reforma

Duas Medalhas de Prata de Serviços Distintos com Palma

Serviu Portugal nas Províncias Ultramarinas da Guiné e de Angola, respectivamente, como comandante da Companhia de Caçadores 153 e integrado na 2.ª Repartição do Comando-Chefe das Forças Armadas de Angola

A sua Alma repousa em Paz.

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou na imagem:

Nota de óbito: Faleceu hoje, dia 01Dez2018, em Leiria, o veterano

Henrique Rodrigues Pereira

Soldado Condutor Auto.

Serviu Portugal na Província Ultramarina de Moçambique integrado na Companhia de Artilharia 2745 «ÁGUIAS DO ROVUMA» - «O CÉU A TERRA E AS ONDAS ATROANDO», no período de 17 de Agosto de 1970 a 27 de Novembro de 1972.

Que a sua Alma descanse em paz.

 CArt2745-cz

Para visualização do conteúdo clique no sublinhado ou nas imagens:

HONRA E GLÓRIA:

Luís Albino Gonçalves

Marinheiro Fuzileiro Especial, n.º 492/64

Cruz de Guerra de 3.ª classe

Serviu Portugal na Província Ultramarina de Moçambique integrado no Destacamento de Fuzileiros Especiais n.º 5

«...no decorrer de uma operação em que, com mais três camaradas, entrou numa base inimiga indo interromper uma assembleia de elementos que celebravam o dia da Frelimo. Apesar da reacção do adversário, em número superior e bem armado, não recuou o marinheiro GONÇALVES e com extraordinária coragem e sangue frio entrou na base com os seus camaradas, pondo-o em fuga...»

Para visualização do conteúdo clique em cada um dos sublinhados

Medalha comemorativa da inauguração do Monumento Nacional aos Combatentes

Celebrações do 10Jun

Dia de Portugal

(Entre 10Jun1963 e 10Jun1974)

Encontro Nacional de Combatentes

(Desde 10Jun1994)

Homenagens (2008 a 2015)

Listagens dos Soldados que Morreram ao Serviço de Portugal 1954 - 1975

Actualizadas em 27Ago2018

Trasladação para Portugal dos restos mortais dos militares mortos na Guerra do Ultramar

Monumento Nacional aos Combatentes do Ultramar

"Aos melhores de todos nós"

Estão omissos 1422 nomes no Memorial Nacional do Forte do Bom Sucesso

Campas, Memoriais e Monumentos aos Combatentes

(por Concelho)

"O Regresso dos Mortos e Abandonados em África"

Os cemitérios em África

Medalha atribuída à maioria dos que prestaram serviço militar no Ultramar

 

 

Formulários de contacto com a equipa do UTW e Fórum UTW (clique no botão respectivo)

Trabalhos, Textos ou Livros

Notícias ou Informações

Procura de ex- Militares

Encontros, Almoços ou Convívios

Outros Assuntos

Inscrição na Mailing List

Fórum UTW

 

 

Para visualização do conteúdo clique em cada um dos sublinhados

«Militares de Volta» - regressaram ao solo Pátrio

Aníbal Rodrigues dos Santos

1.º Cabo de Engenharia

António da Conceição Lopes da Silva

Soldado Pára-Quedista

António das Neves Vitoriano

Soldado Pára-Quedista

António Mergulhão Dias

Furriel Mil.º Atirador

António Oliveira Matos

Soldado

Aquilino da Silva Gonçalves

2.º Cabo Campanha

Ernesto Correia Dias

Soldado de Infantaria

Gabriel Ferreira Telo

1.º Cabo Atirador

João Martins Lourenço

1.º Cabo Enfermeiro

José Carlos Moreira Machado

Furriel Mil.º Atirador

José da Silva Ferreira Duarte

1.º Cabo Atirador

José de Jesus Lourenço

Soldado Pára-Quedista

José Maria Fernandes Carvalho

Soldado Atirador

Justino Teixeira da Mota

2.º Sargento de Transmissões

Manuel Cabral Ribeiro

Soldado de Infantaria

Manuel da Silva Peixoto

Soldado Pára-Quedista

Manuel Maria Rodrigues Geraldes

Soldado Atirador

Manuel Vaz Montenegro

Soldado Atirador de Artilharia

 
 

Para visualização dos conteúdos clique em cada um dos sublinhados que se seguem:

«Militares de Volta»

Noticiários e Eventos

Comunicados e Comentários

  Tributos às Mães dos Combatentes

Cemitérios e Campas

Legislação

 
 

Para visualização dos conteúdos clique em cada um dos sublinhados que se seguem:

Apoio aos Veteranos de Guerra

Contagem do Tempo de Serviço Militar

"Stress" ou Deficiência Física adquirida em Campanha

Antigos Combatentes Prisioneiros de Guerra

Deficientes das Forças Armadas: Esclarecimentos

Antigos Combatentes - Stress: Esclarecimentos

 
 

Para visualização dos conteúdos clique no sublinhado ou na imagem que se seguem:

...alguns dos Portugueses que se distinguiram durante a guerra do Ultramar...

 
 

Para visualização do conteúdo clique em cada um dos sublinhados ou nas imagens:

Fotos cedidas por ex-Militares ou em sites próprios, do período da Guerra do Ultramar

Em duas frentes

Angola

Cabo Verde

Guiné

Índia

Macau

Moçambique

São Tomé e Príncipe

Timor

 

 

"Rumores de Guerra"

1955 > 1961

Angola

Mucaba 29-30Abr1961

Operação "NANDA"

Operação "Pedra Verde"

Batalhão de Caçadores 158

--------------------

Os Flechas

--------------------

CArt1469 - entre o Píri e Quibaxe

6 de Dezembro de 1966

Emboscada: 8 mortos

--------------------

Dragões de Angola

--------------------

"Subunidades operacionais do Exército, mobilizadas para reforço à 'Ordem de Batalha' da Região Militar de Angola (1960-1975)"

Guiné

Operação "Tridente"

(o "antes" e o "depois")

--------------------

Madina de Boé - 48 Militares morreram no Rio Corubal

--------------------

20Abr1970: Memória do Massacre do Chão Manjaco (Guiné)

--------------------

Operação "Mar Verde"

--------------------

10 de Dezembro de 1973

9 militares mortos em consequência da emboscada lançada pelo PAIGC (Mamboncó, no itinerário Bissau>Mansabá)

Moçambique

28 de Outubro de 1968:

Ataque da Frelimo a um acampamento da CEng2393

--------------------

CCac2321 - Serra do Mapé

 Na manhã do dia 05Jan1969

Tombaram em combate 8 Camaradas

Naquela mesma manhã foram abertas 8 covas

--------------------

CCac2422 - «curva da morte»

6 de Agosto de 1969

9 mortos e 16 feridos

--------------------

O desastre de Mopeia

Operação "Nó Górdio"

João Manuel de Castro Guimarães

--------------------

AM51 - Mueda - acidente aeronáutico: 02Mai1973

--------------------

"Traição de Omar"

--------------------

3ª/BCac4811/72

Prisioneiros de Guerra

Lussanhando )Niassa)

--------------------

Ilustrações relativas à guerra em Moçambique

--------------------

EAM de Moçambique

Grupos Especiais (Moçambique)

Pisteiros de Combate

Macau

Subunidades de Polícia Militar

São Tomé e Príncipe

Subunidades de Polícia Militar

Subunidades de Artilharia e Infantaria

"Exército" online:

Batalhão de Artilharia 741

Batalhão de Artilharia 1854

Batalhão de Artilharia 1914

Batalhão de Artilharia 1924

Batalhão de Artilharia 2857

Batalhão de Artilharia 8220/74

Batalhão de Caçadores 141

Batalhão de Caçadores 279

Batalhão de Caçadores 595

Batalhão de Caçadores 1916

Batalhão de Caçadores 2833

Batalhão de Caçadores 2858

Batalhão de Caçadores 2877

Batalhão de Caçadores 2889

Batalhão de Caçadores 2905

Batalhão de Caçadores 2911

Batalhão de Caçadores 2913

Batalhão de Caçadores 3838

Batalhão de Caçadores 3840

Batalhão de Caçadores 3850

Batalhão de Caçadores 3879

Batalhão de Caçadores 3880

Batalhão de Caçadores 4214/73

Batalhão de Caçadores 4511/72

Batalhão de Caçadores 4611

Batalhão de Caçadores 4910/72

Batalhão de Caçadores 5013

Batalhão de Cavalaria 745

Batalhão de Cavalaria 1879

Batalhão de Cavalaria 1883

Batalhão de Cavalaria 1917

Batalhão de Cavalaria 2899

Batalhão de Cavalaria 3878

Batalhão de Cavalaria 8322/74

Batalhão de Cavalaria 8423

1ª Companhia / BCac 4212/73

1* Companhia / BCac5010/74

3ª Companhia / BCac 4515/73

4ª C Caçadores Especiais

7ª C Caçadores Especiais

14:º Companhia de Comandos

C. de Caçadores Especiais 67

C. de Caçadores Especiais 307

Comando de Agrupamento 3952

Companhia de Artilharia 422

Companhia de Artilharia 637

Companhia de Artilharia 785

Companhia de Artilharia 1525

Companhia de Artilharia 2732

Companhia de Artilharia 3494

Companhia de Artilharia 3514

Companhia de Caçadores 174

Companhia de Caçadores 274

Companhia de Caçadores 546

Companhia de Caçadores 758

Companhia de Caçadores 1428

Companhia de Caçadores 1430

Companhia de Caçadores 1496

Companhia de Caçadores 1631

Companhia de Caçadores 1678

Companhia de Caçadores 2367

Companhia de Caçadores 2378

Companhia de Caçadores 2613

Companhia de Caçadores 2676

Companhia de Caçadores 2677

Companhia de Caçadores 2702

Companhia de Caçadores 2759

Companhia de Caçadores 3

Companhia de Caçadores 3309

Companhia de Caçadores 3310

Companhia de Caçadores 3325

Companhia de Caçadores 3372

Companhia de Caçadores 3387

Companhia de Caçadores 3409

Companhia de Caçadores 3411

Companhia de Caçadores 3413

Companhia de Caçadores 3440

Companhia de Caçadores 3441

Companhia de Caçadores 3468

Companhia de Caçadores 3482

Companhia de Caçadores 3532

Companhia de Caçadores 3537

Companhia de Caçadores 4141

Companhia de Caçadores 4153

Companhia de Caçadores 4641

Companhia de Caçadores 4740

Companhia de Caçadores 4742

Companhia de Cavalaria 2415

Companhia de Cavalaria 3419

Companhia de Cavalaria 8457

Companhia de Transportes 2687

Companhia de P Militar 8241/72

Esquadrão de Cavalaria 149

Pelotão de Apoio Directo 1245

Pelotão de Morteiros 2138

Pelotão de Rec. Fox 8870

Secção Radar 2275

Eventos marcados para o ano de 2018

Janeiro (1) - Fevereiro (2) - Março (7) - Abril (33)

Maio (74) - Junho (62) - Julho (6) - Agosto (4)

Setembro (14) - Outubro (15) - Novembro (3) - Dezembro (2)

( ) - número de encontros e do conhecimento da equipa do UTW

Eventos marcados para o ano de 2019

Janeiro - Fevereiro (1) - Março - Abril

Maio - Junho (2) - Julho - Agosto

Setembro - Outubro - Novembro - Dezembro

( ) - número de encontros e do conhecimento da equipa do UTW

Para visualização dos conteúdos clique no sublinhado

As unidades militares dos veteranos inscritos na mailing list

Angola (1263), Cabo Verde (19), Guiné (552), Índia (7), Macau (5)

Moçambique (1203), São Tomé e Príncipe (10), Timor (46)

( ) - número de inscritos por ex-província ultramarina

3105 veteranos inscritos

Ficheiros actualizados em 14 de Novembro de 2018, às 13H30

Para visualização dos conteúdos clique nos sublinhados

Últimas actualizações:

11Dez

 

Procura: O veterano Alberto Hélder que serviu Portugal na Província Ultramarina de São Tomé e Príncipe solicita e agradece aos Lanceiros que pertenceram ao Pelotão de Polícia Militar 2073 que estiveram em Cabo Verde, no período de gosto de 1968 a Setembro de 1970, o favor de o contatarem com urgência para o TM: 913 671 154.

11Dez

Encontros: Imagens do 5.º Convívio Natal das Várias de Gerações Lanceiros Polícia do Exército / Polícia Militar, realizado no dia 8 de Dezembro de 2018, na Penha, Guimarães. Cedidas pela Comissão de Lanceiros PE/PM, Guimarães

10Dez

 

Nota de óbito: Faleceu, no dia 10Dez2018, o veterano Manuel Joaquim Santos Realista. Serviu Portugal na Província Ultramarina de Angola, no enclave de Cabinda, integrado na CCac551/BCac554, no período de 14Dez1963 a 25Mar1966. Qua a sua Alma descanse em Paz. Informação de Nelson Naf, via facebook

09Dez

 

Livros: "Testamento de um Miliciano - A Guerra de África vivida por um Oficial Fascista" - autor: Luís Fernandes, Capitão (graduado), comandante do destacamento dos Grupos Especiais Pára-quedistas, em Moçambique. Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW.

08Dez

 

Condecorações: HONRA E GLÓRIA: Cruz de Guerra, de 4.ª classe: Augusto Rodrigues da Silva, 1.º Cabo de Infantaria, n.º 19643969. Serviu Portugal na Província Ultramarina de Moçambique integrado na CCac2621/BCac2894, no período de 23Nov1969 a Jan1972.

07Dez

 

Condecorações: HONRA E GLÓRIA: Cruz de Guerra, de 3.ª classe: José Manuel, Soldado de Infantaria, n.º 2621/63. Serviu Portugal na Província Ultramarina de Moçambique integrado na Companhia de Caçadores 613, no período de 20Fev1964 a 05Jun1966.

06Dez

 

 

Trabalho: «Sequestrado e Entregue ao Inimigo" - autoria: J C Abreu dos Santos. «... Claro que Luís Fernandes não teve direito a advogado e chegaram a permitir que o desertor, em nome da FRELIMO tivesse a veleidade de o interrogar. Recusou. Em território português, dentro de um estabelecimento militar do nosso Exército, Luís Fernandes ficou guardado por dois guerrilheiros da Frelimo que empunhavam as suas “kalashs”. [...] Considerado na época “homem de confiança” do MFA em Moçambique, o capitão Camilo interrogou longamente Luís Fernandes: “Ele não me ameaçou propriamente com maus tratos físicos mas deixou entender, para quem não fosse desprovido de imaginação, que o tratamento dado pela Frelimo não seria o previsto na Declaração ..

05Dez

 

 

Nota de óbito: Faleceu, no dia 2 de Dezembro de 2018, o veterano João Manuel Medeiros Lopes, 1.º Cabo Atirador de Infantaria, natural da freguesia de Santa Cruz, concelho da Lagoa (Ilha de São Miguel, Açores). Serviu Portugal na Província Ultramarina de Angola integrado na 3.ª Companhia do Batalhão de Caçadores 4810/74/BII18 «SERENIDADE - GENEROSIDADE», no período de Novembro de 1974 a Outubro de 1975. Estava emigrado no Canadá. Que a sua Alma descanse em Paz. Informação de Duarte Sousa, no sítio dos «Antigos Combatentes Açorianos» (facebook)

04Dez

 

 

Condecorações: HONRA E GLÓRIA e nota de óbito: Duas Medalhas de Prata de Serviços Distintos com Palma: Faleceu durante a manhã do dia 30 de Novembro de 2018 no Hospital das Forças Armadas, o veterano José dos Santos Carreto Curto, Tenente-General na situação de reforma. Serviu Portugal nas Províncias Ultramarinas da Guiné e de Angola, respectivamente, como comandante da Companhia de Caçadores 153 e integrado na 2.ª Repartição do Comando-Chefe das Forças Armadas de Angola. A sua Alma repousa em Paz. Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

01Dez

 

 

Nota de óbito: Faleceu em Leiria, no dia 1 de Dezembro de 2018, o veterano Henrique Rodrigues Pereira, Soldado Condutor Auto. Mobilizado pelo Grupo de Artilharia Contra Aeronaves 2 (GACA2 - Torres Novas) para servir Portugal na Província Ultramarina de Moçambique integrado na Companhia de Artilharia 2745 «ÁGUIAS DO ROVUMA» - «O CÉU A TERRA E AS ONDAS ATROANDO», no período de 17 de Agosto de 1970 a 27 de Novembro de 1972. Os seus restos mortais estarão amanhã, dia 2, a partir das 10H30 na Capela da casa mortuária do cemitério de Leiria. O funeral terá lugar pelas 15H00, do dia 3 de Dezembro (segunda-feira). Que a sua Alma descanse em paz. Informação do veterano Inocêncio Santos, da CArt2745.

30Nov

 

 

Condecorações: HONRA E GLÓRIA: Cruz de Guerra, de 3.ª classe: Luís Albino Gonçalves, Marinheiro Fuzileiro Especial, n.º 492/64. Serviu Portugal na Província Ultramarina de Moçambique, integrado no Destacamento de Fuzileiros Especiais n.º 5. «...no decorrer de uma operação em que, com mais três camaradas, entrou numa base inimiga indo interromper uma assembleia de elementos que celebravam o dia da Frelimo. Apesar da reacção do adversário, em número superior e bem armado, não recuou o marinheiro GONÇALVES e com extraordinária coragem e sangue frio entrou na base com os seus camaradas, pondo-o em fuga...»

29Nov

 

 

Trabalho: «Unidades militares que serviram na então Província Ultramarina de São Tomé e Príncipe - 1.º de 32 episódios» - 1.º episódio: Apresentação (Artilharia e Infantaria). Deverá ser mais um excelente trabalho do veterano Alberto Hélder Henrique dos Santos que já nos habituou, tendo em atenção ao seu trabalho referente às subunidades da Polícia Militar que actuaram naquela Província Ultramarina

29Nov

 

 

Condecorações: HONRA E GLÓRIA: Cruz de Guerra, de 4.ª classe: António Joaquim Ferrão Trindade, Marinheiro Fuzileiro Especial, n.º 786/66. Serviu Portugal na Província Ultramarina de Moçambique integrado no Destacamento de Fuzileiros Especiais n.º 2 (DFE2). «...surpreendeu completamente o inimigo, tendo sido capturado todo o armamento e importante documentação; volvido pouco tempo, e ainda com a sua equipa à frente do Destacamento, foi este emboscado com armas automáticas; a pronta reacção do marinheiro TRINDADE com a metralhadora ligeira foi de tal ordem que, em poucos segundos, o grupo inimigo se pôs em fuga...»

28Nov

 

 

Condecorações: HONRA E GLÓRIA - Louvado pelo Comandante da 2.ª Região Aérea (Angola) e Cruz de Guerra, de 4.ª classe (o primeiro militar da Força Aérea a ser agraciado com a Cruz de Guerra de 4.ª classe, na Guerra do Ultramar): António Vardasca Gomes, 1.º Cabo Pára-Quedista, brevet 575. Serviu Portugal nas Província s Ultramarinas de Angola e Moçambique, respectivamente, no Batalhão de Caçadores Pára-Quedistas 21 (BCP21), no período de 1961 a 1962, e no Batalhão de Caçadores Pára-Quedistas 31 (BCP31), no período de 1964 a 1966. «...Na operação "Bolo Rei" em que a sua companhia estabeleceu contacto cerrado com o inimigo, foi ferido quando a sua subunidade tentava surpreender em flanco a posição inimiga. Apesar do sofrimento causado nem por isso deixou de prosseguir no cumprimento da sua missão estimulando com o seu exemplo os seus camaradas a cumprimento do dever. O alto grande espírito de sacrifício patenteado é digno de ser destacado como exemplo...»

28Nov

 

 

Procura: O veterano António Bernardo que no período de 10 de Dezembro de 1967 a 10 de Fevereiro de 1970 serviu Portugal na Província Ultramarina de Angola integrado na 3.ª Companhia de Caçadores Pára-Quedistas (3ªCCP) do Batalhão de Caçadores Pára-Quedistas 21 (BCP21) «GENTE OUSADA MAIS QUE QUANTAS», procura pelo seu camarada-de-armas AIRES DA SILVA PEREIRA, Soldado Pára-Quedista, com o brevet n.º 5189, que em igual período serviu naquela subunidade de pára-quedistas. Ambos frequentaram o Curso de Paraquedismo n.º 41, em Tancos, o qual terminou em Julho de 1967

28Nov

 

 

Encontros: Almoço Convívio e Comemoração do 49.º Aniversário do Regresso ao «PUTO» do Batalhão de Caçadores 1929 (CCS, CCac1778, CCac1779 e CCac1780) «UBI GLORIA OMNE PERICULUM DULCE», do Pelotão de Apoio Directo 1251 (PelAD1251) e do Pelotão de Intendência 1254 (PelInt1254, que serviram Portugal na Província Ultramarina de Angola no período de 1967 a 1970, vai realizar-se em Algés (concelho de Oeiras), no dia 2 de Fevereiro de 2019. Informação de João Loureiro

25Nov

 

 

Condecorações: HONRA E GLÓRIA: Cruz de Guerra, de 4.ª classe e Prémio 'Governador': Domingos da Assunção de Sousa Lima Viegas, Furriel Mil.º de Infantaria. Mobilizado pelo RI21 da Região Militar de Angola (RMA) para servir Portugal naquela Província Ultramarina, ficando adido à CArt1786/BArt1925 «HONRA E DEVER». «...Durante outra acção, foi também devido à decisão com que abriu fogo que se conseguiu abortar uma emboscada montada pelo In, e ainda em mais duas acções, em curto intervalo de tempo, voltou a salientar-se pela sua extraordinária valentia, vasta gama de conhecimentos e grande intuição para este género de combate. Numa delas, no comando da sua Secção, indiferente ao fogo intenso, conseguiu levar o seu pessoal até junto de feridos graves caídos no meio da chana e transportá-los para local mais abrigado, demonstrando invulgar coragem e abnegação.... »

25Nov

 

 

Condecorações: HONRA E GLÓRIA: Cruz de Guerra, de 4.ª classe e Prémio 'Governador': Victor José de Matos Manaia, Furriel Mil.º Enfermeiro, n.º 06764464. Serviu Portugal na Província Ultramarina da Guiné integrado na CCac1686/BCac1912, no período de 14Abr1967 a 16Mai1969. «...durante a emboscada sofrida pelas NT (Nossas Tropas), em 07Mai1967, pelas 11H45, na estrada de Jugudul - Bindoro, havendo logo de início onze feridos, resultantes do intenso fogo do In (inimigo), dos quais seis em estado grave, correu imediatamente a prestar os primeiros socorros, sempre debaixo de fogo e sem sequer procurar abrigo, com a determinação única do cumprimento do dever, alheando-se de tudo quanto o rodeava para apenas socorrer os seus camaradas....»

24Nov

 

 

Procura: O veterano António Silva, com a especialidade de Amanuense da Força Aérea, embarcou no dia 22 de Novembro de 1969, com escala em Bissau (Guiné), com destino à Província Ultramarina de Angola, onde chegou no dia 24 de Novembro de 1969 (foi há 49 anos) ficou integrado na "Formação" (Capitão Viana e Sargento Dias) do Aeródromo Base n.º 3, em Negage, onde lhe foi atribuído o n.º 8/69, procura pelos 6 Amanuenses que, com ele, tiraram a especialidade na Base Aérea n.º 3, em Tancos, os quais também foram mobilizados para aquela província ultramarina, só que embarcaram uma semana antes.

24Nov

 

 

Nota de óbito: Faleceu no dia 7 de Outubro de 2018, o veterano José António Prata Rodrigues.. Serviu Portugal na Província Ultramarina da Guiné integrado no Batalhão de Caçadores 2852, no período de 30 de Julho de 1968 a 16 de Junho de 1970. Que a sua Alma descanse em Paz. Informação extraída do Jornal «Elo», ed. 500, de Nov2018, da ADFA

24Nov

 

 

Nota de óbito: Faleceu no dia 24 de Agosto de 2018, o veterano Fernando Domingues Lopes. Serviu Portugal na Província Ultramarina de Angola integrado no Batalhão de Caçadores 350, no período de 24 de Janeiro de 1962 a 24 de Março de 1974. Que a sua Alma descanse em Paz. Informação extraída do Jornal «Elo», ed. 500, de Nov2018, da ADFA

24Nov

 

 

Condecorações: HONRA E GLÓRIA: Medalha de Prata de Serviços Distintos com Palma: António Carlos Morais da Silva, Coronel de Artilharia na situação de reforma. Serviu Portugal nas Províncias Ultramarinas de Angola e Guiné - CArt1452/BArt1864 (Angola), CArt1701 (Angola), CICmds (Angola), 1.ªCCmdsAfricanos/CCFAG (Guiné), COP6/CTIG (Guiné) e como comandante da CCac2796 (Guiné). Brevíssima Resenha Castrense e Trabalhos: "Biografias dos 47 Oficiais QP mortos em combate" e "Os Capitães QP na Guerra de África" (1.ª e 2.ª versão)

23Nov

 

 

Livros: "A importância da experiência internacional, para o levantamento da doutrina denominada de 'O Exército na Guerra Subversiva' " - autoria: Victor Manuel Santinha Ferreira, Aspirante-a-Oficial Aluno de Infantaria. «“Os comandos portugueses tinham uma tática que destabilizava a UNITA. Perdemos muita gente neste combate, mas continuámos. O Leste é a zona ideal para fazer a luta clandestina. Aquela gente tem a capacidade de guardar segredo que não vi em mais parte nenhuma. Um dia, no Natal de 1973, fui cercado numa aldeia de Leste por tropas portuguesas, que desligaram os motores das viaturas e aproximaram-se sem ninguém dar conta. Quando percebemos, estava já a tropa a cercar a aldeia. O soba da aldeia foi para dentro de casa e a mulher dele ficou na porta. O alferes português perguntou se não havia terrorista e ela começou a dizer que eles estavam a faltar-lhe ao respeito, que ela era a mulher do soba. Eu estava por detrás da porta com a minha pistola, mas como a senhora estava atrás dele a fazer confusão, a dizer que ele não entrava na casa do soba, que não havia nada, o alferes acabou por se ir embora.”.».  Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

22Nov

 

 

Livros: "O Dispositivo do Exército Português no Império Ultramarino, durante o período Republicano (1910-1975)" - autoria: Pedro Nuno Guilhermino Marçal Lopes, Aspirante de Artilharia. «Dispositivo de forças em Cabo Verde», «Dispositivo de forças na Guiné», «Dispositivo de forças em São Tomé e Príncipe», «Dispositivo de forças em Angola», «Dispositivo de forças em Moçambique», «Dispositivo de forças em Macau», «Dispositivo de forças da Índia» e «Dispositivo de forças de Timor». Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

22Nov

 

 

Livros: "A Tipologia das Unidades Mobilizadas pela Arma de Cavalaria durante a Guerra de África (1961-1974)" - autoria: Pedro Nuno Guilhermino Marçal Lopes, Aspirante de Cavalaria. «...Em suma, dos BCav mobilizados para os três TO, o peso relativo ao empenhamento total da mobilização da Arma representou: em Angola 26%, na Guiné 10% e em Moçambique 19%. Quanto ás CCav, estas unidades também pesaram de forma diferente no esforço da Arma. Em Angola corresponderam a 30%, na Guiné a 19% e em Moçambique 26%. No total, no que toca á tipologia Atiradores, os valores totais são bastante expressivos com semelhanças entre os TO de Angola e Moçambique. Em Angola, os BCav e CCav correspondem a 56%, na Guiné são 29%, e em Moçambique 55%. ...». Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

21Nov

 

 

Livros: "O Emprego Operacional da Polícia Militar Portuguesa no Teatro de Operações da Guiné: 1962-1974" - autoria: Mariana Couto Pereira da Silva (Aspirante de Cavalaria). «No início da subversão em África fez-se sentir a necessidade da presença das unidades de Polícia Militar: no patrulhamento coletivo de aglomerados populacionais quer nos bairros indígenas quer na cidade; no controle do movimento de indivíduos suspeitos; no combate à sabotagem, à espionagem e ao crime, no combate ao desvio da propriedade militar; na fiscalização de tráfego; na guarda dos QG, tribunais, prisões, e outros locais importantes; na dispersão de motins em colaboração com as restantes forças da ordem; nas escoltas de reabastecimentos às unidades destacadas no interior, ou a personalidades importantes, militares ou civis; na proteção do pessoal militar ou civil de qualquer excesso ou violência...». Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

20Nov

 

 

 

Livros: "Portugal e a Guerra de África - A Marinha com as 'Argos' nas águas da Guiné" - autoria: António Rebelo Duarte e João Pires Neves, actualmente, Vice-Almirantes. Comandaram durante a Guerra do Ultramar, respectivamente, a LFG-P372 'Argos' (Angola) e LDG-101 'Alfange' (Guiné). Os autores justificam a importância da classe 'Argos', pelo «seu efectivo poder combatente, valor operacional, versatilidade de emprego e flexibilidade funcional, para além de verdadeira prova-de-fogo que constitui para todos aqueles que nelas lustraram a carreira enquanto jovens oficiais de Marinha [...], mas também sargentos e praças e pessoal auxiliar africano, que numa tenra idade profissional cumpriram as suas missões nos dez navios daquela classe». Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

19Nov

 

 

Condecorações e Livros: HONRA E GLÓRIA - Louvor do CTIG, Medalha de Prata de Valor Militar, com palma e Medalha de Prata de Serviços Distintos com palma: Luís Fernando Gonçalves Riquito, Major de Infantaria na situação de reforma. Serviu Portugal nas Províncias Ultramarinas de Timor, na Guiné, como comandante da CCac816, em Moçambique, como comandante da CCac2419 e, nesta última província, como comandante da secção, na barragem Cabora Bassa, da PSP. É o autor do livro: «Tatuagens da Guerra da Guiné» - da sinopse: «...Para que experimentem e conheçam as agruras de uma geração e a fibra de quem esteve no teatro de guerra. Num estilo directo, Luís Riquito dá protagonismo aos seus soldados, às populações e a todos os que combateram, mesmo aos inimigos....» «...Portugal precisa hoje de mais memórias destas, para que, na sua futura História, estes factos não sejam apagados dessa memória histórica, por preconceitos ideológicos ou políticos.» Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

Última Actualização:

11Dez2018 - 22H30

Actualizações (continuação clique na seta)

Contributos para a história:

Há meio século, Cumprir o Dever em defesa de pessoas e bens, sem olhar a benefícios...

Apontamentos de um soldado em África - Para que da Memória se faça História

"Elefante Dundum - Missão, Testemunho e Reconhecimento"

Para memória futura ...

Apoio Médico-Sanitário nos teatros-de-operações ultramarinos

1961 > 1975

"Madrinhas de Guerra"

Cartas do Ultramar

Designação das Unidades, Subunidades e Outras nas ex- Províncias Ultramarinas Portuguesas

«Cinquentenário da Perda do Estado da Índia Portuguesa»

18Dez1961 > 18Dez2011

Armada Portuguesa na Guerra do Ultramar

Força Aérea Portuguesa na Guerra do Ultramar

Comemorações dos 50 Anos, da Formação de 'Tropas Comandos' nas Forças Armadas Portuguesas

----------------------

14ª Companhia de Comandos

33ª Companhia de Comandos

37ª Companhia de Comandos

38ª Companhia de Comandos

2041ª Companhia de Comandos

2042ª Companhia de Comandos

Regimento de Cavalaria 3

Regimento de Engenharia 1

Regimento de Infantaria 5

A Marinha Mercante Portuguesa ao serviço das Forças Armadas de Portugal - 1957 > 1975

Movimento Nacional Feminino

«POR DEUS E PELA PÁTRIA»

Óbitos:

Listagem contendo os nomes dos Veteranos de Guerra falecidos após o términos da sua comissão de serviço na Guerra do Ultramar

Jornal do Exército - Artigos de interesse dos veteranos da Guerra do Ultramar

A Guerra do Ultramar na Comunicação Social e Outros

«Prós & Contras» RTP1 (15Out2007)

ADFA: Associação dos Deficientes das Forças Armadas

APOIAR: Associação de Apoio aos Ex-Combatentes Vítimas do Stress de Guerra

AACA - Associação Antigos Combatentes do Algarve

ACUP (Associação Combatentes do Ultramar Português)

Antigos Combatentes de Vila de Cacia

Associação de Combatentes do Concelho de Arganil

Associação Nacional dos Prisioneiros de Guerra

Associação Social e Cultural dos Vilacondenses ex- Combatentes do Ultramar

Combatentes de Avintes

AVECO - Associação dos Veteranos Combatentes do Oeste

Associação de Lanceiros

Efemérides

Liga dos Combatentes

Núcleo da Covilhã

Núcleo de Vendas Novas

Reencontro de camaradas de armas

Brasões, Guiões e Crachás

António Bela Morais

Carlos Coutinho

No portal do UTW

Estado Maior do Exército

Publicações

Revista Militar

As Últimas Campanhas do Império - Encontros da Revista Militar (10Dez2008-24Nov2010)

Mapas da ex- Províncias Ultramarinas

Unidades Militares presentes 1961 a 1974

Angola - Guiné - Moçambique

Recenseamento, Inspecção e Distribuição de Pessoal Militar

1961 a 1973

Angola - Guiné - Moçambique

Canções da Guerra do Ultramar

Quadras ou Poemas escritos por Antigos Combatentes

Vídeos relacionados com a Guerra do Ultramar

Patronos e Padroeiros das Forças Armadas Portuguesas

Angola, Guiné e Moçambique

"Imagens d'agora, recordações d'outrora"

Sites ou Blogues relacionados com a Guerra do Ultramar

Arquivo Histórico Militar

As minhas memórias... MAldeias

AUREN - Por Ourém e pelos oureenses!

Barco à Vista

Cacimbo

Cenas de Guerra

Clube de Especialistas do AB4

Coisas do MR (Ranger)

Comandos Guiné 1964 a 1966

Comboio do Catur

Defesa Nacional

Especialistas da BA12 - Guiné

For Ever Pemba

Guerra Colonial 1961/1984 (Associação 25 de Abril)

Guerra Colonial Portuguesa 1961/1964

Guiné Bissau - Memórias

Lanceiro

Luís Graça & Camaradas da Guiné

Macau Antigo

Memória Visual

Memórias - Madina de Boé

Micaias

Mitoseritos

Niassa Moçambque "Lunho" 1972

Poemas dos Tempos da Guerra

Relembrar Para Não Esquecer

Rio dos Bons Sinais

Tabanca do Montijo

Tabanca dos Melros

Victor Garcia - CCav2639

 

 

© UTW online desde 30Mar2006

Traffic Rank

Portal do UTW: Criado e mantido por um grupo de Antigos Combatentes da Guerra do Ultramar

Voltar ao Topo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

blogspot visit counter